Eu sou super fã de massagens e vivo querendo aprender mais sobre as novidades nesse segmento. Sempre que ouço falar de algum novo tipo de massagem já quero experimentar, e com o Gua sha não foi diferente. Essa técnica de massagem oriental chegou ao Brasil em 2002, mas foi ficando popular aos poucos e mesmo assim não são muitos os terapeutas que a praticam, o motivo é que para aplicar o Gua sha é necessário bastante conhecimento e estudo de acupuntura, e nem todos tem essa disponibilidade para se dedicar a apenas um tipo de técnica tão amplo.


Qual a origem e como é o gua sha

O Gua sha é originário da China e seu nome deriva do termo gua , que significa raspar ou esfregar, e do termo  sha, que  pode ser traduzido como sangramento na pele ou energia perversa. Essa uma técnica de massagem, que usa pedras completamente diferente da conhecida massagem com pedras quentes. No gua sha são usadas tradicionalmente as pedras jade ou quartzo e essas vão sendo deslizadas sobre pontos ou raspadas sobre a pele.

Contra indicações do gua sha

Essa massagem tem muitos benefícios sobre o corpo, muito além de benefícios estéticos, ela também age sobre o bem estar energético da pessoa como um todo. Infelizmente, pela sua prática, tem algumas contraindicações que precisam ser levadas em consideração. O gua sha deve ser evitado por quem tem doenças crônicas de pele, como dermatite atópica, eczemas em geral, psoríase ou câncer de pele, por causa dos  movimentos de raspagem.

Benefícios do gua sha

Inicialmente indicado para quem tem dores musculares decorrentes de tensões, ele também é usado para estimular a circulação a nível local. As manobras melhoram a oxigenação dos tecidos trazendo vitalidade para a pele e para os órgãos.

Tutorial de movimentos de gua sha em vídeo

Vamos conhecer um pouco dos movimentos do gua sha nesse vídeo, a parte boa é que é possível fazer gua sha em casa em você mesma. Os critais próprios para a técnica custam em torno do 80 reais no Mercado livre.