Esse nome bem feio pode ficar ainda pior porque quando agente ouve falar dele é porque tem alguém sentindo  bastante dor. O esporão, e esse nome está relacionado às esporas da bota dos cavaleiros,  é quando um osso do calcanhar tem um crescimento não esperado. Forma-se uma capinha a mais aonde ela não deveria existir, e sim,  é dura, pois é feita do mesmo tecido do osso.  Agora, como isso acontece, formas de prevenir, com quem acontece com mais frequência e como tratar; tudo isso você encontra nesse post!


Causas do esporão do calcâneo

O nosso pé é formado por mais de 20 ossos divididos, basicamente, em três regiões: tarso, metatarso e falanges. O tarso é a região responsável pela sustentação do nosso corpo, onde estão localizados os ossos tálus e calcâneo (maior osso do pé), considerados importantes suportes. Todos esses ossos formam a  base do corpo humano, que suporta todo o peso e realiza os movimentos básicos como andar. Com a gordura localizada no calcanhar, a carga é amortizada para diminuir o desgaste dos ossos, músculos e tendão. E é essa sobrecarga uma das principais causas do esporão de calcâneo.

Como é a dor do esporão

Um fato curioso sobre o esporão do calcâneo ( calcâneo é o nome do osso, agora vamos falar o nome certinho ) é que ele pode ou não causar dor. E a dor surge quando apoiamos o pé com o esporão no chão. Não é uma dor latejante, como dor de ouvido, é uma dor ligada ao incômodo do pé apoiando sobre uma protuberância de osso que não deveria estar ali. Como se fosse uma verruga grudada no osso do seu calcanhar e incomodasse quando você pisa.

Quem pode ter esporão

Ele aparece quando a área é sobrecarregada, porque a dor não é no osso, o que dói é toda a região do entorno da calcificação. O esporão aparece mais comumente em esportistas de modalidades como corrida, vôlei, futebol e outros que forcem a região dos pés. E em pessoas obesas ou com sobrepeso, pelo mesmo motivo, a sobrecarga da região. Embora atinja homens, é mais comum em mulheres na faixa dos quarenta anos.

Tratamento para o esporão

Quem faz o diagnóstico e o tratamento e ele irá focar sua atenção nas dores. Posteriormente em medidas para melhorar a qualidade de vida do paciente. Pés pra cima, compressas de gelo e até fisioterapia podem ser indicadas para o alívio dos sintomas.