Teve um tempo que fazer cirurgia de colocação de prótese de silicone era uma coisa de apenas atrizes de televisão. Ficávamos com aquela impressão de que tal atriz não era tão avantajada na novela anterior e assim, aos poucos, fomos nos acostumando com essa nova moda da estética feminina. O nova foi por minha conta. Sou de uma geração onde os implantes de silicone ainda não existiam e seios fartos, não estavam associados à beleza da mulher. O mundo mudou, o carrossel girou e hoje em dia, confesso que adoraria!


O que está acontecendo com os silicones?

Há algum tempo atrás, pouca coisa, os implantes da famosa marca Allergan começaram a dar problemas e muitas mulheres precisaram fazer cirurgias para retirada. Esse procedimento não é como retirar uma lente de contato que começa a irritar os olhos ( a analogia foi porque a Allergan também  fabrica lentes de contato ) , e retiramos com facilidade.

Uma cirurgia, seja pelo motivo que for, implica riscos para a saúde de quem se submete. Recentemente, diferente dos problemas com a marca citada, muitas mulheres com próteses começaram a sentir sintomas de uma doença que está sendo apelidada de " Doença do silicone ".

O que é a Doença do silicone ?

Cansaço crônico, perda de memória, dores musculares e queda de cabelo estão entre os sintomas relatados por mulheres que afirmam sofrer dessa doença. A relação direta é por que os sintomas começaram logo após a colocação das próteses.

Os médicos já deram um nome para ela,  Síndrome Autoimune Induzida por Adjuvantes (ASIA), ou seja, corpos estranhos que podem desencadear um processo inflamatório no organismo. Entre outros materiais, o silicone utilizado nas próteses mamárias tem sido cada vez mais relacionado ao problema.

Mas, calma, nem toda mulher está sujeita a ter essa síndrome autoimune. O que temos que ter em mente é que a cirurgia para colocação do silicone não é sem riscos. Até chupando uma bala você pode se engasgar, é fundamental que tenha um apoio médico, um suporte forte e bastante estabilidade emocional para lidar com possíveis problemas em decorrência da colocação da prótese.