A vagina é um canal aberto e é normal, visto que é um canal, que vai do interior do corpo até o exterior, que por ali corram líquidos. Isso é não só normal, mas também esperado que aconteça. Costuma-se confundir, e isso não é difícil de acontecer, mesmo entre mulheres esclarecidas, a lubrificação vaginal, fluido de excitação, esperma do dia anterior ou fluido cervical com corrimento. Mas, cada coisa é uma secreção bem diferente da outra. Que sai de dentro do corpo para fora por motivos bem diferentes e nada tem a ver com doenças. Vamos aprender  a distinguir alguns desses e, claro, saber se estamos ou não com corrimento.

Reconhecendo o corrimento normal

O primeiro é bem importante. O fluído cervical, também chamado de muco cervical, é a única maneira natural de distinguir as fases da ovulação. Por isso é importante ficarmos atentas a ele e não confundir com corrimento. Ele é transparente, costuma aparecer lá pelo meio do ciclo e tem a consistência de clara de ovo. Quando passamos o papel para nos enxugarmos, sentimos que ele desliza mais nesses dias. E tudo certo! Eles são fisiológicos, ou seja, normais e essenciais para o nosso corpo.

O que é corrimento normal?

Se você sente alguma secreção saindo na calcinha ou no papel higiênico,e eles são transparentes ou brancos, não têm cheiro e não provocam sintomas como coceiras e ardência. Esses corrimentos são normais. Não se preocupe e viva sua vida sabendo que está tudo ok!

O que é corrimento vaginal anormal?

Comece pela cor, analise a coloração do que está saindo e se for  cinza, verde, amarelo ou marrom, aí sim é um corrimento ligado a algo que está acontecendo dentro do seu corpo. Geralmente eles têm um volume maior e odor ruim que pode lembrar cheiro de peixe. Eles podem significar  problemas hormonais, infecções, DST ou, em casos raros, câncer no colo do útero. E também podem significar um desequilíbrio em decorrência de:

Má higiene íntima;
Atividade sexual sem proteção;
Contraceptivos hormonais;
Uso de antibióticos ou esteróides;
Menarca, menopausa ou gravidez;
Diabetes.

Cores de corrimento


Veja o que pode significar cada cor de corrimento. Não é a verdade absoluta. se você tem corrimentos de cor diferente do transparente, vá ao ginecologista. Em todo posto de saúde tem!

A candidíase, uma doença comum, apresenta, além da coceira, vermelhidão e queimação na região da vulva e da vagina, um corrimento branco. Fique alerta aos sintomas combinados.  Agora se está sentindo um cheiro forte de peixe, com corrimento amarelado ou amarelo-esverdeado é sinal de Tricomoníase (Infecção vaginal sexualmente transmissível). O corrimento marrom, com um pouco de sangue e dor ao urinar, significa doenças sexualmente transmissíveis. E, o corrimento rosadinho pode significar o começo da gravidez. Para todos esses é necessário acompanhamento médico.