Uma das queixas que mais apareciam nas minhas aulas para gestantes , era sobe o cansaço e a falta de sono. O que parece um disparate visto que quanto mais cansadas ficamos, com mais sono deveríamos ficar. Mas toda a ansiedade que fica rodando pelo corpo e pela mente durante o dia não foge durante a noite, e é nos momentos em que deitamos o cabelo no travesseiro que todos os medos resolver nos visitar.


Sonhos mais comuns nas grávidas: Sonhos realísticos

Eu costumava dizer às alunas que, se elas estavam grávidas mas não estavam apavoradas elas eram doidas, porque o normal é se apavorar diante do grande desafio da maternidade, sobretudo com a proximidade do parto. Acho que as mamães irão concordar comigo. Mas não é apenas ansiedade que interfere no sono. Mesmo ao dormir o sono da gestante tem muitas particularidades e os sonhos mais comuns são bem diferentes de outras fases da vida dessas mulheres.

Sonhos mais comuns nas grávidas: Sonhos intensos

Vi certa vez uma entrevista com a Sabrina Sato comentando sobre o tipo de sonhos que estava tendo durante a gravidez : “Outro dia sonhei que minha bebê nasceu com todos os dentes, com o sorriso igual ao meu, depois sonhei que nasceram 2 bebês com barba, ontem sonhei que ela comia tudo o que via pela frente, tenho sonhado com pessoas que nem conheço… Todos os sonhos mais estranhos e esquisitos que puderem imaginar estou tendo. Não dá nem pra contar pra analista”, disse a apresentadora. Ela recebeu muito feedback positivo na época, de outras mães que estavam passando por isso também. Sonhos estranhos e muito realísticos.

Sonhos mais comuns nas grávidas: Influência dos hormônios

A Associação Americana da Gravidez afirma que existem muitos motivos para os sonhos estranhos das gestantes e um deles, e que ainda não falamos sobre, são as mudanças hormonais que acontecem. Se durante o dia a grávida sente alterações no humor e na sensibilidade, precisa entender que a noite esses hormônios continuam agindo e, dessa vez, criando esses sonhos mais intensos, reais, com grandes emoções envolvidas que causam agitos e perturbações.

O que é aconselhável fazer é tomar chás calmantes ( no início da gravidez, antes do feto pressionar muito a bexiga, forçando a mãe a ir muitas vezes ao banheiro durante a noite ) , praticar meditação, fazer atividades físicas específicas para gestantes. E claro, se acalmar entendendo que isso é normal e que logo vai passar.