Não é à toa que todos os nutricionistas e médicos usam a palavra equilíbrio como sinônimo de alimentação saudável e, consequentemente, de saúde. A dieta que é nosso assunto de hoje, foi idealizada pelo nutrólogo Mark Hyman, que equilibrou duas dietas que considerava opostas: a paleo e a vegana. Sabemos que a paleolítica se baseia no consumo de proteínas, e carnes de animais, a segunda prioriza legumes, verduras, frutas e grãos. No plano alimentar pegan foi estabelecido o intermédio entre as duas: consumo abundante de frutas e vegetais, mas acompanhado de algumas proteínas animais. É ou não é uma ideia sensacional?


Como toda dieta temos a lista do que pode ser consumido, com restrições de quantidade, claro.

O que pode ser consumido na dieta Pegan

 

Estão liberados os ovos e peixes frescos. Vegetais em geral, frutas (de preferência de baixo índice glicêmico), oleaginosas (castanhas, amêndoas, nozes, etc), raízes (batata-doce, beterraba, cenoura, etc), grãos integrais (arroz, quinoa, etc), sementes (chia, linhaça, etc), leguminosas (feijão, grão de bico, lentinha, etc), açúcares naturais (melaço, mel, etc), chás e óleos de gorduras boas (coco, abacate, gergelim, etc).

O que é proibido  na dieta Pegan

Por outro lado, não pode chegar perto dos  alimentos industrializados e muito processados, optando sempre por alimentos orgânicos, frescos e de estação. Laticínios, açúcares refinados, carboidratos (que não sejam integrais) e alimentos com agrotóxicos e pesticidas também não devem ser consumidos.

Por que devemos fazer a dieta Pegan

Além de ser equilibrada, a escolha dos alimentos deve ser sempre a mais natural possível, sempre dando preferência aos orgânicos.  Dessa forma, nosso corpo terá um aporte seguro de proteínas, carboidratos e gorduras boas e evitar consequências negativas da alimentação desequilibrada, como inflamações e desenvolvimento de doenças crônicas. As demais ideias e convicções do nutrólogo criador da dieta Pegan está no seu livro “Comida – Afinal de contas, o que devemos comer?” , da Editora Best Seller. Vale a pena conhecer como o norte-americano apresenta os princípios da dieta, que se baseia no consumo de carnes, oleaginosas, sementes e óleos (como na paleo) combinado com vegetais variados (como na vegana).