Gosto muito de escrever sobre dietas e ganho de massa aqui no Muito chique. Não sei quantos sabem, mas além de redatora também sou educadora física e quando escrevo sobre esses assuntos uso bastante do que aprendi aliado a minha experiência profissional. Quando falamos tanto de ganho de massa, quanto de nutrição parece que qualquer um que já entrou pela porta de uma academia na vida é especialista e apto a dar instruções nesse sentido. Por outro lado, as indicações nutricionais dos livros parecem ser distantes da realidade de quem quer ganhos eficientes aliados à sua rotina de exercícios. Quando conseguimos juntar prática com ciência, aí sim, temos um conhecimento vivo e útil sobre nutrição e exercícios. Convido vocês a vir comigo na leitura do post de hoje, aprender um pouco mais sobre esse assunto e com foco na prática.


Como compor uma dieta para ganho de massa

 

A transformação dos músculos não acontece sem treino, descanso e alimentação. Cada um desses três faz com que a magia aconteça e os músculos apareçam. Em uma situação onde uma pessoa queira trabalhar de dia e malhar na madrugada, utilizando estimulantes para não dormir, por exemplo, os músculos não vão aparecer. Sem descanso não há como os músculos se regenerarem após o rompimento das fibras que ocorre em um treino de força. A mesma ineficácia acontece quando você não come a quantidade de proteínas correta, e quando não treina corretamente. Nenhum desses três pilares pode ser deixado de lado. Dito isso, alguns especialistas afirmam que a importância da alimentação, comparada aos outros dois é de 70 %. Não há estudos científicos que digam certinho o quanto a alimentação é mais importante que o treino, mas todos os estudos afirmam que você não terá resultados comendo mal.

Então, o que comer para que os treinos tenham impacto real sobre a sua musculatura e que você se sinta cada vez mais motivado a fazer seus treinos? Evite a todo custo  os alimentos industrializados em excesso, bebidas alcoólicas, alimentos ricos em gordura e açúcares. Uma outra dica super importante é : Não pule refeições. De preferência faça muitas refeições menores, entregando nutrientes de forma balanceada e constante para o seu corpo. Fazendo com que ele esteja sempre em funcionamento.

 

Água é fundamental para a hipertrofia

A hidratação do corpo é fundamental para que o processo de aumento da massa ocorra de forma satisfatória. Um corpo desidratado não irá hipertrofiar de jeito nenhum. Ande sempre com a sua garrafinha e com a consciência de que esse objetivo tem algumas etapas para ser alcançado, e tomar muita água faz parte desse sucesso.

 

Não abandone os carboidratos

Não abandone os carboidratos de jeito nenhum. Na sua lista de compras precisa ter : feijões, batatas, arroz, grão-de-bico, abóbora, banana, quinoa e frutas vermelhas. Eles darão energia para o corpo sem incentivar o acúmulo de gordura.

Vídeo sobre alimentação para ganho de massa magra