Você olha o Instagram das influencers  fitness e acha lindo ter a coxa torneada, o bumbum alto e as panturrilhas fortes? Gostaria de aprender como engrossar as pernas? Bom, para ver o aumento muscular das pernas é preciso aumentar a intensidade das suas atividades, de maneira a adicionar pesos e repetições. Fazendo os mesmos exercícios de sempre, você não obterá resultados diferentes.  Fazendo algumas mudanças na sua rotina de atividades você pode ver essa mudança!


Melhores exercícios para engrossar as coxas

Quais os melhores exercícios para engrossar a parte das coxas? Eles são as passadas, agachamentos, as repetições no aparelho leg press, por exemplo, são excelentes alternativas para o fortalecimento das coxas.

Como engrossar as coxas em casa

 

Sugestão de treino para academias

 

Aqueça a musculatura com 5 minutos de pedalada leve, 5 séries de 30 segundos pedalando intensamente seguidos de 30 segundos de descanso. Faça os exercícios de 3 a 6 vezes, com repetições de 10 a 15 vezes de cada exercício com o mínimo descanso entre eles (ex: 45 segundos a 1 minuto).

Agachamentos;
Levantamento de peso;
Mesa flexora;
Cadeira extensora;
Cable inner leg raisers;
Cable outer leg raisers;
Lateral lunges.


Termine o treino em uma esteira com o máximo de inclinação possível caminhando por 5 minutos. Faça duas vezes por semana, com pelo menos 3 dias de descanso entre as sessões. Faça por pelo menos 5 semanas e você verá o resultado no espelho. Peça ajuda ao seu instrutor da academia para fazer corretamente os exercícios.

 

Quais alimentos ajudam a engrossar as coxas

Pensar em aumento de massa muscular sem mexer na alimentação é uma ideia fora da realidade. Para que suas coxas engrossem, foque nos exercícios pesados mas jamais esqueça da alimentação. Proteína, fibras, vegetais, frutas e gorduras boas devem ser a base de toda a sua alimentação. Abandone os processados e industrializados, pois eles podem prejudicar e muito o seu treino. Algumas dicas de alimentos para que você tenha sucesso na sua mudança corporal:

Frango.
Ovos.
Arroz e feijão.
Banana.
Beterraba.
Soja e derivados.
Melancia.