Os dias de quarentena não estão sendo fáceis para muitas pessoas. As tarefas domésticas e o cuidado com as crianças, somado à rotina de home office, pegaram muitas famílias de surpresa. O fato de não sair de casa e conseguir espairecer um pouco os problemas enquanto toma um café com uma amiga, praticando os hobbies ao ar livre, as aulas na academia, tudo isso ficaram em suspenso e acumularam muita tensão. Subiram os índices de violência doméstica e as demissões aumentaram em massa. Não tem como ficarmos ilesos diante de tanta carga emocional.


Doenças emocionais e a queda de cabelo

Aceitamos com muito mais facilidade alguma doença – ou mal estar – quando podemos visualizar. Uma doença na pele, no sangue, que aparece em exames ou constatada visualmente é facilmente levada à sério. Nesses casos, o tratamento é proposto sem ser colocado em dúvida se é ou não real. Os exames, números e sintomas são visíveis, palpáveis e não restam dúvidas sobre o que fazer. Mas quando não podemos ver nem apontar aonde é a dor?

Relação entre queda de cabelo e ansiedade

A perda dos cabelos ocorre em homens e mulheres por vários motivos. Quando vemos a escova cheia de cabelos que caíram ou quando olhamos para o chão cheio de fios sabemos que algo está errado. A primeira medida que muitos tomam é mudar o shampoo para um do tipo anti-queda sem ir na fonte do problema que pode ser  por genéticas, nutricionais ou por doenças dermatológicas.

Como tratar a queda de cabelo emocional

Além de todas essas causas que falamos acima, a saúde mental também pode estar relacionada com esse problema. A queda de cabelo por estresse e ansiedade ocorre e não é rara. O psicológico abalado por uma rotina corrida e por problemas que parecem sem solução são situações muito estressantes. Por conta disso o seu corpo libera hormônios que fazem com que os folículos capilares entrem na fase telógena precocemente, onde ocorre a queda dos fios.

Isso acarreta  um tipo de alopecia – queda dos fios –  temporária, visto que a taxa de queda é normalizada e os fios são recuperados assim que os fatores desencadeantes são controlados. Quanto antes o problema for detectado, melhores são os resultados do tratamento. Dessa forma, é possível recuperar as suas madeixas, assim como a sua autoestima e bem-estar. O tratamento combina o  uso de remédios para barrar a queda e vitaminas para fortalecer os fios, e em  medidas de contenção do estresse.

Procure ajuda o quanto antes!