Você já ouviu falar do método Montessori, não ouviu? Eles são aplicados nas chamadas, escolas montessorianas e, diferente da pedagogia tradicional, visa desenvolver a criança em todas as áreas : emocional, social, físico e cognitivo. O que o torna bem diferente, e que chama atenção ao olhar é que a proposta pedagógica é visível. Esse método considera que todas as crianças têm a capacidade de aprender, de forma espontânea, a partir das experiências que lhe é proposta no ambiente, respeitando sempre o tempo, personalidade e liberdade individual da criança. Logo, a escola tem todos os brinquedos e materiais ao alcance do aluno, estimulando-o de forma diferenciada. Mas não é só isso, nesse post te explico mais sobre o método e porque ele é tão atual.


Qual a origem do método Montessori

O nome do método vem do sobrenome de sua criadora, a pedagoga e médica Maria Montessori. Ele foi criado há muito tempo, mais exatamente vem sendo aplicado em escolas italianas, desde 1929, pois Maria Montessori era italiana. Aqui no Brasil ela chegou há muitos anos, mas mais recentemente essa pedagogia vem ganhando mais espaço nas escolas.

Como são as escolas montessorianas

Para seguir os pilares do método, as escolas montessorianas precisam ser diferentes para que o aluno tenha um ambiente preparado para explorar seu potencial criativo e assim desenvolver o aprendizado. Contêm maneiras e ambientes diferentes para as crianças aprenderem a brincar sozinhas, em grupos, pares, nas mesas ou no chão.  Mas, mesmo assim, com o processo sendo focado na criança, os pais e os professores é que guiam essas descobertas facilitando o desenvolvimento e a evolução da criança. Não são crianças largadas com brinquedos, como pode parecer a um olhar menos atento.

Existe uma atenção especial aos ambientes que são projetados para o tamanho da criança, envolvendo prateleiras de livros, móveis, utensílios e os próprios materiais Montessori. Sempre priorizando cores vibrantes, imagens interessantes, materiais naturais e objetos atrativos, portanto, a criança tem total liberdade para escolher as atividades que lhe interessam. Isso enriquece a experiência e fortalece a autonomia da criança.

Os 6 pilares do Método Montessori

Como falamos, o método possui foco em seis pilares, com base em algumas características comuns a cada faixa etária. São eles:

1. Autoeducação

2. Educação como ciência


3. Educação Cósmica

4. Ambiente Preparado

5. Adulto Preparado


6. Criança Equilibrada

Gostei e quero aprender mais sobre o método montessoriano

Se você se interessou por essa pedagogia mais autônoma, vá até uma escola montessoriana da sua cidade e veja os ambiente e converse com os professores. Será uma ótima experiência, vendo de pertinho como essas escolas são.