Quando vem chegando a estação fria, pelo menos aqui no Sul onde o inverno castiga pra valer, a preocupação com a saúde das crianças é assunto entre os pais e mamães. O que fazer para não precisar de cuidados médicos nesse ano? No que melhorar pelas crianças? Existe alguma medida realmente efetiva que melhore a imunidade deles ?

Evidentemente para colher os benefícios da imunidade às doenças os cuidados não são do dia pra noite, a saúde é construída dia a dia e não com um galão de 20 litros de suco de laranja. São hábitos que devem ser cultivados e pense sempre que uma criança que aprende hábitos saudáveis não os esquecerá na vida adulta. Plantando essa semente na infância a colheita será por toda a vida.

vivomaissaudadavel

O acompanhamento pediátrico não pode ser substituído por essas dicas do post. É o médico quem é responsável por analisar cada caso e dizer o que é bom para essa ou para aquela criança, entendido? Ele estudou muitos anos para isso e é essa a sua profissão. Ao menor sinal de uma doença ou infecção o médico de sua confiança, ou do posto de saúde ,deve ser consultado imediatamente porque com a saúde não se improvisa.

Dito isso vamos falar o que melhora nossa imunidade de forma geral, o que podemos tirar disso especificamente para as crianças que sofrem tanto quando ficam doentes e nos fazem sofrer junto.

Alertas da baixa imunidade

luxoseluxos

Como saber se o seu filho está sofrendo de baixa imunidade? Fique de olho nesses alertas porque eles ocorrem quando o organismo está mais frágil e precisando de reforços:

  • Boca: herpes, amigdalite e estomatite
  • Pele: infecções recorrentes, abscessos, doenças gerais causadas por fungos, vírus e bactérias
  • Ouvido: otites
  • Região genital: herpes
  • Sistema respiratório: gripes e resfriados

A repetição dessas doenças é onde mora o perigo. Não é normal ter duas pneumonias por ano, nem várias inflamações no ouvido seguidamente. A partir desse conjunto é que deve ser feito o tratamento intensivo para melhorar a imunidade pois ela está baixa.

Como aumentar a imunidade através dos alimentos

Alguns você já deve saber e outros você deve anotar :

Frutas cítricas

Frutas cítricas, como laranja, acerola, kiwi, tomate, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo

Vegetais verdes escuros

(brócolis, couve, espinafre), feijão, cogumelo (shimeji) e fígado são alguns dos alimentos que apresentam ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo

Alimentos ricos em zinco

Carne, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), são ricos em zinco, nutriente que combate resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico

Oleaginosas

Noz, castanha, amêndoa e óleos vegetais (de girassol, gérmem de trigo, milho e canola) são ricos em vitamina E. Ela é benéfica, principalmente para os idosos, agindo no combate à diminuição da atividade imunológica por conta da idade

TomateRico em licopeno, o tomate é forte aliado para combater doenças cardiovasculares, removendo radicais livres do organismo

Alimentos fonte de ômega-3

O ômega-3 presente, por exemplo, no azeite e no salmão, auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando a imunidade do corpo

Antioxidantes

A castanha-do-Pará e cogumelos (Champignon) contêm selênio, um forte antioxidante que combate os radicais livres, melhorando a imunidade do corpo e acelerando a cicatrização do organismo

Gengibre

Rico em vitaminas C, B6 e com ação bactericida, o gengibre vai além de ajudar a tratar inflamações da garganta e auxilia nas defesas do organismo

mundomulheres

Depois dessa lista super completa faça já a sua notinha para a feira ou supermercado e coloque vários deles no seu cardápio. Pode ser acrescentando gengibre aos sucos ou colocando castanha-do-Pará nos lanches escolares das crianças. Hábitos saudáveis são as palavras chave!

blogdalo

Como aumentar a imunidade através dos hábitos

A preocupação com a imunidade deve começar em casa, onde os responsáveis devem iniciar pequenas mudanças, como insistir em uma alimentação mais saudável e maior ingestão de água. As vezes é preciso insistir, tentar muitas vezes e ter bastante paciência. Mas ali em cima eu disse exatamente isso, é um plantio com uma colheita de benefícios mais a frente.

Como deixar a casa livre de vírus

Em  dias frios é importante deixar os ambientes limpos e arejados, mantendo as janelas um pouco abertas para que o ar circule e os vírus não se proliferem. As vezes achamos que a casa toda fechadinha, o quartinho bem quentinho com as crianças enroladas no cobertor é o que há de melhor para eles, mas isso não é a verdade. Quem curte ambiente bem quentinho e sem ar circulando são os vírus!

radiobrasilnovo

Hábitos de higiene e a imunidade

Outro ponto super  importante é com relação a higiene das crianças, isso é fundamental para a prevenção de algumas doenças, como as respiratórias. A higienização começa pelas mãos, que deve ser feita com água e sabão ou álcool gel, especialmente no ambiente escolar, após usar o ônibus escolar ou o transporte público e quando elas  chegam suadinhas e sujinhas de um local público.

Não esquecer que brinquedos e objetos pessoais também devem ser lavados e bem lavados (com água e sabão ou álcool gel). E, ainda, é preciso educá-las para lavarem as mãos após tossir ou espirrar, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz, depois de ir ao banheiro e sempre antes de qualquer refeição. Hábitos saudáveis e de higiene os acompanharão por toda vida.

awebic

Dicas gerais para aumentar a imunidade das crianças:

  • Mantenha sempre a vacinação em dia; elas são poderosas aliadas dos pais zelosos. Onde bebê de 6 meses ate 5 anos considerados focos de maior risco, podem receber gratuitamente a vacina da gripe nos postos de saúde (SUS). Informe-se.
  • Mantenha a casa sempre limpa e arejada; longe dos vírus!
  • Evite levar as crianças à escola e creches quando estiverem resfriadas; pode agravar o quadro e passar para outras crianças que passarão para ele de volta.
  • Evite sair de casa com bebê com menos de 4 meses; Difícil, né? Mas é uma recomendação pediátrica.
  • Evite locais com grande aglomeração de pessoas; Fora a questão da segurança é uma medida a favor da imunidade
  • Evite objetos e bichos de pelúcia que aglomerem pó ou ácaros; Especialmente se seu filho tem problemas respiratórios. Acumular ursinhos era um costume antigo, use outros brinquedos e mantenha-os limpinhos.
  • Não leve, sem necessidade, bebês ou crianças ao pronto-socorro para evitar contrair doenças – consulte antes o pediatra; Ali é um festival de vírus, não exponha sem necessidade.
  • Umidifique os lugares da casa em que a criança permanece por mais tempo. Isso pode ajudar a respiração e evitar possíveis irritações de pele.
  •  Deixe o berço ou a cama longe de janelas ou portas, por onde geralmente passam correntes de ar; Uma pequena reorganização do espaço é útil e bem-vinda.
  • Coloque um pijama mais quente, tipo de flanela, para manter a criança aquecida, mesmo se ela se descobrir à noite.

 

brincadeiras

Espero que tenham gostado das dicas e aproveitem bastante. Criança saudável é criança feliz e nada melhor para um pai e uma mãe do que ver o sorriso do seu filho, não é verdade?