economizar 8 -DESTAQUE

Se existe uma promessa super popular nas listas de resoluções de ano novo – além de emagrecer, claro – essa é a de economizar. Afinal quem nunca prometeu que iria realmente se esforçar para poupar uma grana, mas acabou falhando e gastando mais do que poderia pagar?

O problema é comum, mas isso não significa que seja impossível de resolver. Há várias maneiras de economizar e normalmente são dicas bem simples. Nesse caso, que tal dar aquela volta na compulsão e começar a economizar?

Veja só as dicas que preparamos para ajudar você nessa missão

Registre todos os gastos:

economizar 1

Fica mais fácil entender quais despesas são supérfluas quando se tem um registro completo dos gastos de um dia ou de uma semana completa. Desse modo é possível entender qual o seu padrão de gastos e planejar as mudanças necessárias.

Pague suas contas na data certa ou adiantado

Contas em atraso sempre acarreta no pagamento de juros ou de multa, portanto a menos que o atraso se dê por imprevisto ou outros problemas, não deixe suas despesas para a última hora. Dependendo da data do pagamento, também é possível negociar descontos, como é o caso do IPVA.

Evite usar cartão ou cheque:

economizar 2

O uso do cartão de crédito ou cheque dá a impressão de que sempre temos mais recursos. O negócio é que esse recurso é temporário e quase sempre pode dar aquela inflacionada nos gastos.

Use dinheiro vivo:

Ao invés de apelar para o cartão de crédito ou cheques, use dinheiro vivo nas compras que fizer. Sentir aquela dorzinha no bolso sempre ajuda a economizar. Sem contar que com pagamento a vista há sempre mais chances de ter bons descontos.

Não tenha medo de negociar com o vendedor:

economizar 3

Se você está com o dinheiro no bolso e pretende fazer uma compra, não tenha medo em negociar descontos. Com um pouco de cara-de-pau é possível negociar na aquisição de eletrônicos, eletrodomésticos, móveis e outros itens. São descontos que talvez não fossem possíveis com o uso de cheque ou cartão.

Junte moedas:

Há pessoas que odeiam carregar moedinhas na bolsa e na carteira, mas elas podem representar uma bela graninha no orçamento a longo prazo. Guarde em casa e confira o resultado dessa economia no fim do mês. Depois, se você for mais disciplinado, deposite em uma conta poupança. Pode ser uma boa mãozinha nos seus projetos pessoais.

Não compre por impulso:

compras por impulso

Ao invés de simplesmente sacar o arsenal de dinheiro, cartão e cheques da bolsa na primeira liquidação, pense se a compra é realmente necessária, se não há outro item semelhante em casa. Compras por impulso costumam gerar arrependimento.

Pesquise antes de comprar:

Caso comprar seja realmente necessário, vale a pena buscar preços e descontos ao invés de comprar na primeira loja que parecer interessante. Pode haver grande diferença de preço entre um estabelecimento e outro.

Faça tratamentos de beleza em casa:

depilação em casa

Mulher quer sempre estar bonita, mas lembre-se que os tratamentos mais simples podem ser feitos em casa mesmo. Hidratação, escova, chapinha e manicure são coisas simples, e podem representar uma boa folguinha no orçamento.

Saia menos ou procure programas gratuitos:

Ao invés de cair na balada e gastar com bebida ou sair para fazer compras, procure eventos gratuitos ou passear em parques. No mais, ficar em casa também pode render alguma economia. Afinal assistir um DVD ou ler um livro ajuda muito a se divertir e passar o tempo e tendo um custo bem menor.

Não seja um viciado em marcas:

economizar 6

Embora haja marcas que indiscutivelmente ofereçam serviços melhores, também há marcas de baixo custo que produzem efeito bastante semelhante ao consagrado. Pesquise a qualidade e faça o teste: as vezes a troca pode valer bastante a pena.

Faça lista de compras para o supermercado:

Confira tudo que é necessário, faça uma lista e siga essa lista rigorosamente. Tente prever até mesmo as guloseimas de escapadinhas da dieta, mas tente não comprar o que esteja além dos itens já previstos.

Não vá ao supermercado apenas um dia:

economizar 7

Muitos estabelecimentos oferecem dias diferentes de promoção, por exemplo: quarta-feira para hortifruti e sexta-feira para carnes e frios. Caso disponha de tempo, vale fracionar suas compras para dias diferentes. Caso não seja possível, vale a pena comprar em locais diferentes, embora no mesmo dia..

Não leve crianças para as compras:

Levar o filho ao supermercado ou para o shopping pode ser um grande problema já que as crianças querem tudo o que veem (o que normalmente é o mais caro.). Compras não são programas para crianças, portanto evite levá-las a menos que seja uma situação de último caso.

Estabeleça objetivos possíveis:

economizar 8

Na busca por qualquer coisa (emagrecer, economizar) é preciso estabelecer objetivos realistas. Tenha um objetivo de cada vez, calcule o valor necessário para esse projeto e comece a colocá-lo em prática.

Economizar não é bicho de sete cabeças. As dicas são simples, mas exige disciplina para serem colocadas em prática. Agora que tal se planejar para colocar as contas em ordem?