lendo-um-livro

Quem gosta de ler sabe que os livros não propiciam somente conhecimento, mas também uma boa dose de diversão. Mais do que estudar, podemos também encontrar nos livros quase tudo que precisamos para esquecer dos problemas. Nesse caso quem deseja relaxar e se divertir também pode lançar mão da leitura para esfriar a cabeça. Aliás, opções não faltam, tanto que foi bem difícil organizar esse post em uma lista de apenas 10 livros. Em um outro post, montamos uma lista dos melhores livros de romance que foi um grande sucesso entre as leitoras! Esperamos que este post também seja super útil pra você que está buscando novas sugestões de leitura!

Livros para ler e relaxar

Se você é uma daquelas pessoas que ama uma boa leitura, prepare-se para uma seleção escolhida com todo o carinho para você que está buscando indicações de novos livros para ler. Veja só algumas das dicas que preparamos para você:


1. Melancia – Marian Keyes

Melancia---Marian-Keyes

“Melancia” é um daqueles livros que, ou você gosta ou você odeia. Seja como for, vale a pena arriscar, pelo menos se você for alguém que gosta de chick-lits e comédias.

O livro conta a história de Claire que, acaba sendo abandonada pelo marido justamente no dia do nascimento de sua filha. Rejeitada, ela se resume a depressão pelo coração partido e aos quilos a mais da gravidez (pelo qual se dá o nome da obra) além de hormônios em ebulição. E sem nada melhor em vista, ela volta a morar com a sua excêntrica família. “Melancia” conta a forma que a personagem passa pela depressão e reconstrói a sua vida em meio a sua estranha família

Aliás, “Melancia” é o primeiro livro de uma série dedicada à família Walsh. Claro que você não precisa ler os demais, mas se você gosta de comédia, realmente pode ser uma boa pedida.


2. Belo Desastre – Jamie McGuire

Belo-Desastre

Certo, e vamos colocar o romance na lista. Parece um livro muito tenso de acordo com a primeira leitura da sinopse, mas podemos garantir que não faltarão gracejos para relaxar:

O livro conta a história de Abby Abernathy: uma típica “boa garota” que não bebe nem fala palavrão, e que tem um passado sombrio que deseja deixar para trás ao se mudar para uma nova cidade e começar a cursar a universidade. Mas claro que esse recomeço tão desejado acaba ficando de lado com a presença do bad boy Travis Maddox, que fica intrigado pela resistência da garota mesmo a uma amizade. Porém ele a atrai com uma aposta: se ele perder, ficará sem sexo por um mês, e se ela perder deverá morar no apartamento dele pelo mesmo tempo. Seja lá qual for o resultado da aposta, a certeza é de que um relacionamento entre eles poderá levá-los à loucura!

‘Belo Desastre’ é o primeiro livro de uma série que tanto explorará as nuances do romance do casal protagonista quanto a vida dos demais irmãos Maddox. Vale a pena conferir.


3. Comer, rezar, amar – Elizabeth Gilbert

Comer-rezar-amar

Acho que quase todo mundo conhece ou ouviu falar desse livro, não é mesmo? Super bestseller adaptado para as telonas e protagonizado por Julia Roberts, é uma boa opção para quem quer esfriar a cabeça.

O livro é uma obra de não ficção com o relato da autora, Elizabeth Gilbert, que embora tivesse tudo o que uma mulher ambiciosa pudesse querer – casa, marido, projeto de ter filhos e uma carreira bem sucedida – estava enfrentando aquilo que costumamos encarar como uma crise precoce de meia-idade. E após um divórcio desgastante, amores fracassados e sucessivas crises depressivas resolveu tomar a decisão radical de embarcar sozinha em uma viagem de um ano pelo mundo.


4. O Duque e Eu: Julia Quinn

O-duque-e-eu

Essa dica vai diretamente para quem gosta de romances de época. “O Duque e Eu” conta a história de Simon Basset, um duque que acaba de retornar a Londres após seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é visto como um bom partido para as mulheres solteiras da alta sociedade. Porém, decidido a nunca se casar, ele precisa de um plano para escapar do assédio: é aí que entra Daphne Bridgerton, uma das irmãs mais novas de seu melhor amigo. Ela é uma garota espirituosa e de personalidade, mas que não atrai bons partidos, sempre sendo velhos demais ou pouco inteligentes. Ao fingir que corteja Daphne, Simon pretende tanto fugir do assédio das mães de alta sociedade quanto ajudar a garota, já que o fato de um duque cortejá-la deve mostrar aos demais que ela tem mais atrativos que aparenta. E claro que esse plano pode não sair exatamente da forma como todos esperam…

Esse livro é o primeiro de uma série dedicada aos “Irmãos Bridgerton”. A linguagem é bem leve e acessível assim como sua narrativa é espirituosa. Pode agradar especialmente quem gosta de Jane Austen.


5. As memórias perdidas de Jane Austen – Syrie James

As-memorias-perdidas-de-jane-austen

E falando em Jane Austen, mais uma sugestão que tem tudo a ver com a autora. Dessa vez estamos falando em uma biografia romanceada: e se as memórias escritas pela própria Austen fossem encontradas e revelassem um grande amor?

A narrativa de Syrie James – uma estudiosa da autora inglesa – é bem parecida com a de Jane Austen, o que torna a leitura algo muito próximo dos livros escritos por ela. E no fim de tudo é bem difícil lembrar que se trata de um romance, e não de uma autobiografia. Leitura fundamental para quem gosta dos livros de Austen ou simplesmente de romances de época.


6. Um gosto de Vida – Susan Mallery

Trilogia-irmãs-keyes

‘Um Gosto de Vida” conta a história de Clarie Keyes, que embora seja uma pianista de sucesso, tem uma verdadeira bagunça para resolver em sua vida pessoal. Sua rotina como concertista deixou pouco espaço para que ela desse atenção a amigos e família, tanto que ela não visita suas irmãs – Nicole e Jesse – ou a confeitaria da família há anos. E ao saber que Nicole está doente e que Jesse foi embora, ela resolve arrumar a bagunça e até mesmo bancar a dona de casa, mesmo sem saber sequer colocar água para ferver. E obviamente também temos o primeiro amor vindo no embalo…

Esse livro é o primeiro de uma trilogia que explora a vida das irmãs Keyes. É uma boa opção para quem deseja romances leves e sem grandes complicações.


7. A Lua de Mel – Sophie Kinsella

A-lua-de-mel-sophie-kinsella

Comédia é o forte desse livro: ele conta a história de Lottie, que ao perceber que seu namorado nunca pedirá sua mão em casamento, acaba rompendo o compromisso e acaba dizendo sim a Ben uma antiga paixão com quem havia prometido se casar se ambos estivessem solteiros aos 30 anos. Diante dessa promessa, o casal resolve pular o namoro e partir direto para o casamento e a lua de mel. O problema começa quando Fliss – irmã mais velha de Lottie – e Lorcan, que trabalha na empresa de Ben resolvem sabotar a noite de núpcias dos pombinhos para impedí-los de consumar o casamento e impedir que ambos cometam o pior erro de suas vidas.

Da mesma autora de “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom”, já podemos esperar um chick-lit descomplicado e realmente hilário.


8. Paixão de Primavera – Mary Kay Andrews

Paixão-de-primavera

A obra conta a trajetória de Annajane, que convencida de que o fim de seu casamento é uma ferida cicatrizada, decide comparecer a cerimônia do novo enlace de Mason – seu ex-marido – antes de deixar a cidade e recomeçar ao lado de seu namorado. Mas claro que as coisas não vão acontecer como todo mundo espera…(se acontecessem não haveria livro, ora bolas)
Com uma narrativa leve e interessante, “Paixão de Primavera” é uma ótima pedida para as férias ou para momentos nos quais tudo o que você quer é descansar e esquecer os problemas.


9. Os delírios de consumo de Becky Bloom – Sophie Kinsella

Delirios-de-consumo-de-becky-bloom

Esse é um livro que muita gente já conhece, afinal já ganhou adaptação para as telonas. Sem contar ainda que fala de algo familiar para muitas de nós: compulsividade por compras. Um tema e tanto, não é mesmo?
A obra fala de Rebeca Bloom – uma jornalista que trabalha no ramo de finanças e que é uma compradora compulsiva, que vive no vermelho, fugindo do gerente do banco e inventando formas malucas para conseguir dar conta da fatura do cartão de crédito. E quando falo em formas malucas, quero dizer “malucas’ mesmo. Quase desvairadas.

Escrita leve, história interessante e protagonista carismática: boa escolha para quem deseja relaxar e se divertir!


10. A vez da minha vida – Cecelia Ahern

melhores-livros

Esse aqui é um livro bem diferente e também complicado de apresentar em uma simples sinopse. Conta a história de Lucy Silchester que ao chegar do trabalho encontra um envelope dourado no tapete contendo um convite para um encontro com a Vida. Esse é um encontro do qual ela não está muito disposta a comparecer já que está ocupada demais evitando sua família, empurrando seu trabalho com a barriga e lidando com as meias verdades que esteve contando em seu dia-a-dia. Mas o encontro não pode ser adiado por muito tempo, e Lucy deverá aprender a dizer a verdade sobre o que realmente importa.

Complicado, não é mesmo? Mas vale a pena! Cecelia Ahern é também a autora do “PS: Eu te Amo” – que claramente não está nessa lista devido ao potencial de lágrimas do livro, mas é uma boa credencial para quem gosta de livros com temas mais profundos. E posso garantir que esse livro é bem interessante.


Gostou das dicas? Se você conhece outros livros para relaxar que não estão nessa lista, deixe o seu comentário e dê a sua opinião!