Um dos temas mais procurados pelas mulheres atualmente são os feministas. E o post de hoje, além de mostrar muitos desenhos para inspirar, como sempre fazemos aqui no Muito chique, é também pensar sobre quais as motivações para fazer esse tipo de desenho, quais os principais símbolos utilizados e claro, seu significado.

Se você veio até aqui nesse post e ainda não sabe que és uma feminista, fique sabendo a partir de agora, és sim. Só de pensar em marcar seus ideais na sua pele você já faz parte de um movimento que defende exatamente isso, ideais. O feminismo lutou muito até hoje para que você tivesse entre vários direitos, o de ter a liberdade de escolher desenhos para se tatuar, já tinha pensado nisso? Claro, que muito ainda existe a ser feito e sua decisão por um desenho feminista demonstra seu apoio nessa luta.

Tatuagens feministas 2019

Existem várias dúvidas quando o tema para tatuagem é esse, tatuagens feministas,  mais ainda dos que os questionamentos normais que envolvem marcar a pele para sempre. Parece que escolher um desenho de um personagem, uma frase de livro ou o símbolo de uma banda são mais fáceis do que escolher algo ligado à luta das mulheres por igualdade. Porque será que isso acontece, hein? Para descobrir tive que perguntar. Entrevistei alguns tatuadores experientes, um sociólogo ligadíssimo no assunto, algumas amigas que têm tatuagens de desenhos com significados pessoais e algumas amigas que têm tatuagens de desenhos feministas. Te convido a refletir junto ao que descobri com essas conversas porque eu mesma entendi alguns pontos que não havia pensado antes.

Tatuagens feministas: Porque fazer?

Ao perguntar para uma amiga super tatuada sobre se ela faria ou não um símbolo feminista me surpreendi com a resposta. Uma pessoa super engajada nas causas sociais, nos direitos da mulher e até voluntária no atendimento à mulher em vulnerabilidade e violência doméstica, ela disse que não faria. Perguntei o porquê e ela me explicou que suas escolhas  de ilustrações são por motivações pessoais, símbolos que tem a ver com passagens da sua vida e histórias que gostaria de eternizar. Elementos ligados à família, profissão entre outros. Ou seja, caso você encontre uma superfeminista tatuada e não encontrar símbolos ligados à essa causa, entenda que cada uma tem suas motivações.

Ideias de desenhos para tatuagens feministas

Um dos motivos que causam rejeição na hora da escolha, segundo os tatuadores que conversei, são os com uma carga mais agressiva. Em geral, segundo os profissionais, as mulheres gostam de símbolos “feministas e femininos”. Frases com traço fino e fonte cursiva delicada, ainda são os mais procurados. Quanto aos desenhos que representam  o movimento, o que mais chega aos estúdios são ideias de estilização do símbolo do feminino, aquela bolinha com a cruz pra baixo. Outro ” hit de sucesso” nas cadeiras dos tatuadores é a imagem da pintora e ícone,  Frida Khalo. Vamos falar dela daqui à pouco quando colocar os significados.

Tatuagens feministas mais comuns

Quem opta por tatuagens feministas ou quem está à procura de desenhos e frases, têm em mente que essa luta não terminará, por isso a vontade de eternizá-la em cores e formatos. Nós mulheres sabemos que não vivemos em uma sociedade matriarcal ou igualitária, tudo é conseguido à custa de muita luta, muito grito e tatuar isso na pele significa que sabemos o quanto que ainda temos de batalhas pela frente.

Se você quer deixar claro na sua pele essa ideologia, essa forma de viver a vida inconformadamente, saiba que os símbolos feministas podem te identificar como uma referência para outras mulheres e quem sabe formar uma rede de apoio, de ajuda e de luta? Se há motivo para não tatuar esse tipo de desenho, há outros para que você os escolha e cabe a ti o que mais tem a ver com a sua personalidade, atitudes e ideologia.  O que quero deixar claro é que os símbolos feministas não são uma moda, se você parar pra pensar eles sequer são esteticamente bonitos, mas carregam o significado de um movimento importantíssimo para mim, para você e para todas nós.

Ideias para tatuagens feministas

Na galeria do post e nas ilustrações ao logo do texto você pode ver os desenhos e frases mais comuns dentro do tema das tatuagens feministas. Talvez já tenhas até escolhido algum ou se identificado com esse ou aquele desenho. Mas como tudo que é eterno deve ser bem pensado, chegou a hora de aprendermos alguns significados e  também interiorizarmos o seu sentido.

De onde veio o símbolo do feminino?

Esse símbolo da bolinha com a cruz que vemos em várias tatuagens, chama-se  espelho de Vênus é um dos símbolos criados pela alquimia e que faze alusão aos deuses da Roma antiga. Nessa mitologia, a romana, Vênus era considerada a deusa do amor. Por isso estava sempre  associada com harmonia, beleza e empatia. Na Idade Média, os alquimistas retomaram os estudos gregos que associavam metais, planetas e deuses. Vênus era representado pelo cobre e é daí que bem esse símbolo. Sabia disso?

Quem foi Frida Khalo?

Você já deve ter reparado que essa mulher , de traços tão marcantes, se tornou ícone do feminismo. Mas você sabe quem ela foi e porque essa relação com o movimento? Primeiramente o nome dela não era Frida, esse era o apelido de Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón pelo qual ela ficou conhecida por assinar assim suas obras. A vida dela foi super sofrida, primeiro porque teve poliomelite quando criança e depois um acidente de ônibus gravíssimo.

Por conta desse acontecimento ela teve que passar por trinta e cinco cirurgias e ficar muito tempo em recuperação. Com toda essa angústia e tempo, ela começou a pintar os seus famosos autorretratos. Com o reconhecimento dessas pinturas ela chamou à atenção do também pintor Diego Rivera, com quem chegou a se casar mas não foi lá muito feliz nesse relacionamento. Logo apaixonou-se por Léon Trotski e não foi só isso, também assumiu sua bissexualidade, o que era bem raro na época.  Virou referência de mulher empoderada e seus quadros até hoje giram o mundo. Não é para menos, suas obras a colocaram entre os maiores pintores do século XX.  O legado dessa artista não está apenas nas telas, mas também na força que sua figura teve e tem entre as mulheres. Dá-lhe, Frida!

Outro forte símbolo que é bastante pedido nos estúdios é a imagem da mulher mostrando o braço, com o lenço vermelho na cabeça. O fundo amarelo e junto à frase ‘Yes, we can do it!’ (‘Sim, nós podemos fazer isso’). Pasme mas a origem desta ilustração não tem nenhuma relação com o movimento feminista. Conhecido como ‘Rosie, a Rebitadora’, originalmente o cartaz foi criado ( por J. Howard Miller ) para a fábrica Westinghouse Electric Corporatione e era uma propaganda de guerra dos Estados Unidos.

O objetivo nada mais era do que incentivar as mulheres americanas trabalhadoras durante a Segunda Guerra Mundial. Com os homens na guerra sobravam postos de trabalho e a intenção era atrair as mulheres para eles. Só lá pelos anos setenta, com o movimento feminista já iniciado,  é que a  ilustração voltou com força total reutilizada como forma de empoderamento feminino. Pode não ter sido a intenção inicial, mas que a imagem é legal, é né?

Frases feministas para tatuar

Em uma busca rápida achei essas frases superbacanas e nas imagens tem muitas outras, acho que nada mais significativo do que a frase ” Ninguém solta a mão de ninguém”, que é a minha preferida.

Ideias de frases:

  • Liberdade é pouco. O que eu quero ainda não tem nome.
  • Porque há o direito ao grito. Então eu grito!
  • Pela liberdade do meu corpo.
  • Nosso corpo não é um símbolo sexual.
  • Direito e igualdade, uma luta acima de todas.

E aí leitora feminista? Decidiu a sua tatuagem? Olhe quantas sugestões para você na nossa galeria: