me1

O melasma, também conhecido como cloasma, é uma mancha de cor marrom, que pode surgir no corpo e no rosto por diversos motivos , principalmente pela exposição excessiva ao sol. As peles morenas têm mais propensão a desenvolver o problema. Apesar de não trazer conseqüências internas e graves ao organismo, o melasma pode prejudicar emocionalmente uma mulher devido a sua aparência que se modifica e muito dependendo da gravidade de cada caso.

Outros fatores que podem aumentar o risco de desenvolvimento dos cloasmas são: predisposição genética, estímulo hormonal, gravidez, uso de  certos anticoncepcionais, terapia de reposição hormonal pós menopausa e distúrbios da tireóide.

Melasma na gravidez

Junto com as estrias, os melasmas também podem surgir na gravidez e desaparecer após o parto. Nota-se um aumento da pigmentação dos mamilos, das aréolas mamárias, na parte interna das coxas e das axilas, mas que felizmente tendem a diminuir gradualmente.

me4

Não há cura para o melasma, porém, o protetor solar é obrigatório. Ele deve ser reaplicado a cada duas horas e quando estivermos na praia, após um mergulho, além do uso de um chapéu e do guarda-sol. Além disso, a utilização de cosméticos como perfumes e certos tipos de maquiagens provocam maior absorção solar, aumentando a pigmentação da pele.

Para remover ou suavizar as manchas na pele são usadas substâncias clareadoras em um processo lento e progressivo. Entre as mais comuns estão a  hidroquinona, o ácido retinóico e o ácido azelaico, que podem ser usados em cremes, géis e/ou loções.

Neste caso, é necessário procurar orientação médica para saber qual é o melhor método para o seu tipo de pele ou aguardar o término da gravidez e da amamentação. Geralmente, os resultados com cremes clareadores costumam ser muito satisfatórios. Ainda mais se a proteção solar for correta, certo, meninas?

Recomendações

É importante destacar que esses produtos devem ser utilizados em toda a área afetada e não apenas nas manchas. Além disso, os peelings químicos, a microdermoabrasão e fontes de luz intensa pulsadas ou tratamentos com lasers também podem ser boas alternativas.

Esses procedimentos devem ser feitos em várias sessões e de acordo com o que o seu médico indicar. Quem tem melasmas também deve preferir os anticoncepcionais não hormonais como o DIU de cobre e os métodos de barreira.

me5

Não use nenhum dos medicamentos citados acima sem prescrição médica. Ainda mais se você estiver no início de uma gestação, tudo bem, meninas?  Conheça também o Vitanol-A para acne e manchas na pele , já falamos sobre ele aqui no blog.

Recomendados para você: