Quando os termômetros baixam a temperatura é normal que os casacos e cobertores sejam retirados do armário para que aqueçam nossas mãos e pés gelados. Normalmente, a maioria das pessoas consegue se aquecer com um bom conjunto de roupas quentes, porém, também existem aqueles que, mesmo em temperaturas um pouco altas, sofrem com o frio.

A sensibilidade exagerada ao frio é caracterizada pelas mãos e pés sempre gelados, além de calafrios, boca roxa e tremedeira. Tal hipersensibilidade às temperaturas mais baixas pode ser sinal de algum problema de saúde, como o hipotireoidismo e a Síndrome de Raynaud.

Leia aqui também:

20 benefícios da Amora Branca para sua saúde

Benefícios da Lichia para a saúde

Saúde da Mulher e Água Inglesa

Dicas para manter a saúde da voz

Hipotireoidismo

A tireóide é a responsável por produzir vários hormônios reguladores de todas as nossas funções corporais, entre elas, as responsáveis por controlar a temperatura do nosso corpo. Quando a tireoide produz esses hormônios em níveis abaixo do normal, é classificado o hipotireoidismo.

Com a desregulação dos hormônios, nosso corpo perde competência de se manter aquecido através do próprio metabolismo e, assim, a pessoa acaba sentindo mais frio.

Síndrome de Raynaud

Quando faz frio, nosso corpo costuma reagir naturalmente, gerando a vasoconstrição das artérias. Já quando existe um desequilíbrio dessa reação natural, ocorre a falta de irrigação sanguínea nas extremidades do corpo, como mãos e pés. Sendo assim, as mãos, pés, dedos e até mesmo o nariz podem chegar a ficar roxos. A falta de irrigação do sangue não aquece o corpo por inteiro e faz com que a pessoa sinta muito mais frio.

Em casos mais simples, cobrir os membros mais afetados pelo frio já é o suficiente, porém, nos casos mais graves, a Síndrome de Raynaud tem origem cardiovascular e pode ocorrer por doenças reumáticas, além de fazer com que o indivíduo sofra com fortes pontadas em suas extremidades corporais e fique com os pés e mãos mais endurecidos.

Como funciona o diagnóstico e o tratamento da Doença de Raynaud

A doença é diagnosticada através de avaliação médica, com histórico de sensibilidade aumentada ao frio associado à alterações na cor da pele, como vermelhidão e palidez. O tratamento não é feito com medicação, apenas com mudanças de hábitos e cuidados simples.

Entre os cuidados que os portadores da doença devem ter, estão: evitar permanecer em locais com baixas temperaturas, se manter agasalhado e manter os pés e mãos protegidos com meias e luvas.

Outras medidas que podem combater o problema consistem em procurar terapias para tentar reduzir o estresse emocional e a ansiedade e, também, parar de fumar, pois a nicotina diminui o fluxo de sangue para as extremidades corporais.