Você já ouviu falar em Modulação hormonal nano? Pois é, nosso corpo foi programado com tudo que tem direito para viver X anos. O X é o que nos dá a certeza de uma vida tranquila que será plena se fizermos por onde ( e tivermos um pouco de sorte também ) , afinal se soubéssemos a idade exata da nossa morte viveríamos nessa expectativa sem curtir nada, só pensando quão próxima estaria essa data limite.

Existem muitas coisas que não sabemos nessa vida, mas a melhor delas é não saber quando iremos morrer. Dito isso não é pecado querer envelhecer bem, sem dor, sem doenças, de forma saudável e respeitando nosso corpo. Tenha certeza de que esse não será um texto triste, pelo contrário, conhecimento é poder.

Modulação hormonal nano

Para escrever esse texto confesso que estudei bem mais do que costumo fazer para escrever os muitos textos que posto aqui no Muito Chique. Conferi muitas informações sobre o assunto e fui atrás de todos os lados interessados na modulação hormonal nano.

Além de estar formada em Educação física e ter tido aula sobre o sistema endócrino – responsável pelos hormônios do nosso corpo – tenho bastante interesse nessa área e procuro ler tudo que aparece sobre o assunto. Mesmo assim sempre fica algo para aprender e aprendi bastante nas pesquisas para escrever sobre esse assunto tão atual: A modulação hormonal nano.

Onde fazer a modulação hormonal nano

O profissional que está habilitado a prescrever hormônios, pedir exames dos níveis hormonais do nosso corpo, analisar as quantidades e necessidades normalmente é o endocrinologista. Ele é formado em medicina e depois se especializa nessa área. (Hoje em dia está cada vez maior também o número de dentistas trabalhando com a modulação.)

O que é muito comum de acontecer é relacionarmos o endocrinologista a médico de emagrecimento.  Mas não é só isso que eles fazem, muitos tratamentos para perder peso passam por eles. O que acontece é que  tratar os pacientes através da reposição e modulação hormonal, deveria ser uma disciplina de base em todas as escolas médicas, mas não é. Então, como qualquer outra especialidade ela deve ser utilizada.

O que é a modulação hormonal nano?

No curso de medicina vem sendo discutido o que se deve estudar, o que se deve produzir cientificamente em outras especialidades para que se possa prescrever hormônios aos pacientes, eu li a lista e olha, é muita coisa. O ponto mais destacado é que não existem endocrinologistas suficientes e que outros profissionais da medicina deveriam ser ” liberados ” para essa prescrição. Mas isso ainda não foi autorizado dentro da própria medicina, então não vá na onda de outras carreiras que queiram utilizar nomes bonitos para tratamentos com uma substância como hormônios sintéticos ( não naturais, feitos em laboratório ) .

Vamos agora pensar um pouco sobre as diferenças entre essas duas palavras: reposição e modulação. O tratamento de modulação nano abre uma brecha de ser qualquer coisa porque a palavra modulação relacionada aos hormônios, cientificamente não quer dizer nada, é uma mudança na forma de se referir ao tratamento. Já a reposição, feita por médicos, serve para curar alguma doença decorrente na falta ou baixa produção de determinado hormônio.

Tenho uma amiga que tomava remédios para emagrecer que estimulavam a glândula tireoide, de tanto tempo tomando aquela medicação a glândula parou de funcionar e de produzir os hormônios que regulam o metabolismo. Dessa forma ela ficou com o metabolismo lento, sem os hormônios naturais circulando pelo corpo, e dependente de reposição hormonal para o resto da vida em decorrência desse ocorrido. Isso aconteceu com o uso de remédios prescritos por médicos, imagine sem ser?

Mas estamos falando do assunto e ainda não te perguntei, você sabe bem certinho para que servem os hormônios? Eles são mensageiros químicos absolutamente indispensáveis ao perfeito funcionamento de todas as células, tecidos e sistemas orgânicos e sua deficiência no corpo humano encontra-se diretamente atrelada a uma enorme quantidade de problemas de saúde. Só para falarmos de alguns deles podemos destacar problemas no crescimento e a infertilidade.

A polêmica da modulação hormonal

Simplesmente vamos começar pelo principal ponto, porque é assim que gosto de tratar os assuntos que passam por aqui: O tratamento, mesmo sendo bastante procurado e oferecidos por inúmeros profissionais em seus consultórios e clínicas, é proibido. Proibido mesmo, se o seu médico ( ou dentista, pasme! ) , oferecer, repense o profissional que está procurando. Segundo as pessoas que se utilizam desse tratamento os resultados são rápidos e a promessa de envelhecimento saudável é sempre sedutora, afinal todos iremos envelhecer.

Essa proposta de tratamento é feita à base de hormônios bioidênticos e também com vitaminas e outros suplementos. A ideia geral dele é que você reponha no corpo as quantidades do seu mesmo organismo só que com as mesmas quantidades que tinha aos dezoito ou vinte anos, ou seja, no auge da sua juventude. Como o corpo começa a ter queda hormonal aos trinta anos todo mundo que já passou dessa idade já tem queda nos níveis, então seria um tratamento com um público-alvo enorme.

A partir de um exame de sangue bem detalhado é possível, para um profissional da área, claro, analisar essas medidas e prescrever o que falta. Seria essa a ideia em termos gerais do tratamento. Mas isso funciona na prática?

Vale a pena fazer a modulação hormonal nano?

Os hormônios são substâncias poderosíssimas responsáveis por ações muito sensíveis no nosso organismo e mexer nessas quantidades sem estar doente é sempre muito arriscado. A quantidade, em ml, desses hormônios é tão pequena que é impossível prescrever exatamente a dosagem que falta, mesmo a um endocrinologista dedicado e totalmente voltado a esse tipo de estudos. Então não vejo porque arriscar a sua saúde pensando em benefícios anti-aging utilizando esse tipo de tratamento prescrito por profissionais que não são especialistas na área.

Fazer modulação hormonal nano é perigoso?

É a sua saúde, o seu bem maior que está em jogo. Não caia na reposição de testosterona, de outros hormônios para ter benefícios futuros e, caso, sinta a necessidade de reposição  séria e efetiva para combater alguma doença ou desequilíbrio procure SEMPRE um endocrinologista especialista no assunto.

Os problemas com alterações hormonais causados por modulação ( que não existe ! ) ou reposição desnecessária são tantos que não conseguiria listá-los, mas tenha certeza que são bem piores do que os sintomas do envelhecimento natural. Para uma velhice saudável procure um educador físico, um nutricionista e crie hábitos saudáveis. Não existem atalhos na vida.