oe1

Andar de bicicleta no parque, na praia ou em um ambiente aberto e bonito, sem dúvidas é uma delícia, não é meninas? Imaginem praticarem a atividade física, se divertindo, e ao mesmo tempo malhando o corpo e deixando-o em forma? O ciclismo, assim como a natação, é um esporte completo: reduz o estresse, evita doenças cardíacas, aumenta a imunidade e nos deixa ainda mais saudáveis.

Benefícios do ciclismo e combate à depressão

oe2

Pedalar ajuda na luta contra a depressão. Isso porque com o exercício físico, o sangue chega mais rápido ao cérebro, diminuindo sintomas de  ansiedade e de angústia.

Emagreça pedalando!

oe5

Se combinadas a uma dieta saudável, as pedaladas podem auxiliar na perda de peso, reduzindo a gordura corporal. O exercício estimula a liberação de endorfinas e serotonina, oferecendo uma ótima noite de sono. E as melhorias não param por aí! O ciclismo ajuda a reduzir o colesterol e a triglicérides, controla o diabetes, diminui a pressão arterial, melhora o sistema imunológico, aumenta a frequência cardíaca, garante boa forma e fôlego, tonifica músculos das pernas e aumenta desempenho aeróbico e cardiovascular.

Para um bom exercício abdominal, por exemplo, o indicado é pedalar de pé. Não por períodos muitos longos, o ideal mesmo é entre 30 e 50 ciclos. Depois, deixe a musculatura relaxar e faça uma nova sessão. Ao trabalhar a frequência cardíaca, intercale longos períodos de pedaladas leves, com momentos curtos de esforço intenso. Normalmente, quando pedalamos na rua ou no parque, as mudanças de piso já nos mostram essas alterações de energia física. Não se esqueçam de falar com um médico antes de começar as atividades, realizando todos os exames e testes necessários. Já a definição da intensidade e da frequência dos exercícios fica por conta de um instrutor físico.

Ajuste a sua bicicleta adequadamente

oe6

Meninas, é de extrema importância que a bicicleta esteja com o banco e o guidão na altura da cintura, ok? A distância entre eles deve ser a de o comprimento do antebraço, com a palma da mão estendida. No caso, se o banco estiver muito alto e o guidão muito baixo, a sobrecarga dos membros superiores e da coluna vertebral pode gerar dores crônicas nas costas. O uso do capacete e de outros equipamentos de segurança (joelheiras, cotoveleiras, tênis confortáveis) também é de extrema importância.

Gostaram das dicas? Não deixem de comentar e boas pedaladas!