Como escolher o melhor azeite? O tema é muito comum entre as mulheres que cuidam da alimentação  pois existem várias marcas no mercado. Quem, como eu, tem descendência portuguesa sabe que tudo que fica pronto na cozinha da nossa casa tem gosto de azeite. Frita ovo com azeite, salada boiando no azeite e quando a gente fica sem, sente a maior diferença. Quando me tornei adulta cheguei a conclusão que até gostava de azeite mas que não entendia nada desse assunto. Na hora de comprar cada vez mais marcas e tipos iam aparecendo e ficava a dúvida: Qual a diferença entre eles? Os baratinhos são bons ou são óleo de soja disfarçado? Se eles vêm da mesma bolinha, porque tantas diferenças de preço?

Como escolher o melhor azeite

Recentemente conhecer azeites virou moda e ganhou muitos novos adeptos, não sou daquelas que odeia modinhas, pelo contrário, quanto mais gente curtindo azeite mais marcas, maior oferta e novos produtos pra gente provar. No post de hoje vamos descobrir um monte de coisas sobre assunto tão interessante.

O que é o azeite?

Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a designação “Azeite de oliva” deve ser utilizada para os óleos do fruto da oliveira (Olea europaea), ou seja, a azeitona. As expressões “virgem” e “extravirgem” devem ser utilizadas somente para os produtos obtidos exclusivamente por processos físicos de extração.

Quais os tipos de azeite disponíveis no mercado

Azeite Extra Virgem – Azeite prensado a frio, este processo mantém todos os nutrientes e vitaminas do azeite, para além da sua qualidade nutricional é também o tipo de azeite que tem um sabor mais agradável e é o tipo de azeite com acidez mais baixa até 0.8%.

Azeite Virgem – Azeite também extraído por processos mecânicos, possui geralmente uma boa qualidade nutricional, nota-se mais no aroma que tende a não ser tão bom como um extra virgem, a sua acidez pode variar entre os 0.8% e os 1.5%.

Azeite Comum ou Refinado – Azeite extraído por diversos processos, alguns mecânicos outros térmicos, tende a perder muitas das propriedades nutricionais, como também sabor e cor, tende a ter uma acidez que varia entre os 1.5% e 3%.

Azeite Composto ou de Mistura – Basicamente é uma mistura de azeite comum com outros azeites ou óleos (como óleo de soja), este tende ser muito similar nas características com o azeite comum, como poucas propriedades nutricionais e pouco sabor, com acidez a variar entre 1.5% e 3%.

Como escolher o melhor azeite – Tire suas dúvidas

Dentro das marcas claro que existem muitas diferenças, até dentro de tipos, mas existem várias coisas que podes fazer para escolher um bom azeite. É possível escolher o azeite pelo rótulo?  Lá só encontramos o produtor, a região produtora, as informações obrigatórias de nutrição, conservação e validade, e eventualmente a acidez e as variedades de azeitona.

Como escolher o melhor azeite pela acidez

Outra dúvida bastante comum, é quanto à acidez dos azeites. A acidez vem do ácido oléico, gordura benéfica, com alto teor calórico porém, com bastante concentração de nutrientes, vitaminas e antioxidantes. O erro aqui, é associar acidez e sabor à qualidade, que nem sempre funciona. No azeite extravirgem e virgem, que são puros e têm acidez de 0% a 2%, o critério vira-se para a qualidade e não ao sabor.

Já o azeite de oliva, refinado por processos químicos, há a chance de ter uma acidez menor que os azeites mais puros. Porém, para atingir esta característica, o processo é feito artificialmente, o que não indica nem sabor nem qualidade. Portanto, considere um erro observar apenas a acidez baixa na hora da compra.

Como escolher o melhor azeite pela cor

Azeitona e azeite

Vocês sabiam que não existe azeitona verde e azeitona preta?  Poucos sabem, mas a azeitona verde e preta não são dois tipos diferentes, mas sim, o mesmo fruto em estágio distinto de maturação. O líquido mais verde, é feito com a azeitona colhida ainda verde resultando em um azeite mais frutado. O azeite amarelo, mais suave, é feito com azeitonas maduras – as roxas ou pretas.

Vale lembrar que o que determina as características do produto final, são as práticas culturais de cada produtor, bem como, a localização de seu plantio e a variedade das azeitonas que, em alguns países, são exclusivas.

Entendido como se qualifica o azeite, outro fator importante a se saber, é o destino certo para ele. Extravirgens ou virgens, por preservarem as qualidades de sabor do produtos, são ideais para preparações de alimentos crus. Para o cozimento em alta temperatura, em que há perda de propriedades, o melhor é o azeite de oliva. Mas há ressalvas como, por exemplo, a preparação de um confit. Por ter cozimento em baixa temperatura, o azeite extravirgem ou virgem podem conferir muito mais sabor à receita.

Como escolher o melhor azeite pelo fabricante

Como escolher o melhor azeite

Primeiramente, a nossa recomendação é que se desejar adquirir um azeite de qualidade, não deve deixar para comprar de impulso na gôndola e talvez nem o supermercado seja o melhor lugar. Se você gosta de azeite e quer o melhor produto ao melhor valor,  O ideal é procurar  informações prévias sobre produtos, que talvez você saiba que existem no supermercado.

A pesquisa pode ser na internet e as informações que você precisa estão relacionadas ao produtor e ao produto. Do produtor você deve  conhecer a história, respeitabilidade e linha de atuação. É produtor ou engarrafador. Há quanto tempo no mercado. Possui histórico de problemas de qualidade?

Como escolher o melhor azeite

Em seguida você deve consultar o produto propriamente dito. Você já deve saber que azeite não é todo igual e que acidez não é tão relevante. Um bom azeite possui aromas e sabores. Você deve pesquisar a c composição, as características de produção, o blend, a acidez, o frutado e a harmonização recomendada. Se é premiado, tanto melhor, mas não é essencial, pois o azeite premiado pode ser de safra diferente e nem todos os azeites de qualidade vão a concursos. O Site www.institutodoazeite.com  possui seções que podem ajudar você na escolha.

Se você pesquisou o produto e decidiu, dificilmente ele estará na gôndola do seu mercado. Neste caso também a internet pode ajudar a encontrar os pontos de venda e se não houver na sua cidade, certamente você encontrará online.

Como escolher o melhor azeite

Cozinhar com azeite faz mal?

Não, se um simples cuidado for tomado. O azeite de oliva só perde suas propriedades benéficas e se transforma em gordura saturada ao atingir temperaturas superiores a 170ºC.  Isso é facilmente percebido durante o cozimento. O chamado ponto de saturação do azeite ocorre quando ele começa a soltar fumaça. E o mesmo acontece com qualquer óleo vegetal superaquecido. O óleo de soja, por exemplo, começa a soltar fumaça a partir dos 210º C. Não há porque acreditar que azeite seja pior à saúde do que outra gordura superaquecida.

Como escolher o melhor azeite

Como conservar o azeite

Em contato com o ar, o azeite oxida e, em boas condições, ele preserva suas qualidades ao máximo por 3 meses. Para garantir que você tenha um azeite preservado por 90 dias, lembre-se de nunca armazenar o azeite perto do fogão. O calor acelera a perda das propriedades e, por ser gordura, absorve aromas e sabores rapidamente. Então, o ideal é armazená-lo em lugares livres de odores, eu guardo no armário dos pratos.

Como escolher o melhor azeite

Orientações importantes para escolher o azeite

Para usufruir de todos os benefícios que podem ser oferecidos, existem alguns cuidados importantes na hora de escolher um bom azeite:

Escolha produtos com embalagem escura e que estejam armazenados longe da exposição à luz e ao sol. Desta forma evita-se a compra de produtos oxidados e de baixa qualidade.

Na hora de escolher o produto para compra, leia atentamente as informações do rótulo – essa dica vale para qualquer produto alimentício. Certifique-se de que não há mistura de óleos refinados e de que o produto atesta sua qualidade extra virgem.

Como escolher o melhor azeite

Pelo rótulo, identifique o grau de acidez do azeite. Lembre-se que, quanto mais baixo o grau de acidez, mais puro é o azeite e melhores são suas qualidades nutricionais.

Verifique sempre a procedência do produto. Observe o local onde foi produzido, onde foi engarrafado. Dessa forma conseguimos verificar o quanto ele foi manipulado e exposto ao ambiente.

Recentemente foram encontradas fraudes contra o consumidor em várias marcas de azeite extravirgem. Por isso, acompanhe sempre a fiscalização através da mídia. Faça valer seus direitos.

E aí, gostaram dessa aula sobre azeites? Se surgir alguma dúvida como escolher o melhor azeite, deixe sua mensagem para nossa equipe.

Recomendados para você: