É fundamental cuidarmos do nosso colesterol, pois ele pode desenvolver doenças cardiovasculares. Lembro de já ter ouvido falar de muitos alimentos que eram ” ruim para o colesterol ” mas, se eu tiver que fazer uma lista agora do que já ouvi nos Globo repórter da vida e confrontar com as pesquisas atuais, acho que vai estar bem fora da realidade. O que é péssimo para quem está passando pelo problema de ver o colesterol alto nos seus exames de sangue.

Colesterol

Quem sofre disso  sabe bem que a solução para este mal não está nas pílulas. Nem que você siga à risca os horários e as doses dos remédios, sem controlar a alimentação, as taxas de colesterol jamais entram nos eixos. Mas o contrário até pode acontecer: há quem aprenda a montar pratos saudáveis e, desta forma, passe longe da farmácia. Então sorria, porque esse é um post otimista e que vai te ajudar bastante!

Colesterol alto e alimentação

Colesterol alto é sinônimo de preocupação e cuidado – ele um dos grandes responsáveis por doenças cardiovasculares como o infarto e o acidente vascular cerebral (AVC). Quem sofre com o problema sabe que praticar exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação balanceada são práticas essenciais para controlar o quadro.

A má alimentação é o principal fator responsável pelo desenvolvimento de um quadro de colesterol alto. O descuido com o que se come pode contribuir – e muito – para doenças graves como câncer, infarto e arteriosclerose.

O quanto consumir para ter os benefícios?

De acordo com a Associação Americana do Coração, assim como o poupador não deve aplicar todo dinheiro em apenas um investimento, não adianta nada consumir apenas um alimento. É preciso reduzir drasticamente os produtos que aumentam o colesterol e passar a consumir, de forma equilibrada, o maior número possível de alimentos que ajudam a reduzir as taxas de gordura no sangue.

Para reduzir os níveis de colesterol coloque na sua listinha de compras os alimentos abaixo e seja muito feliz, afinal eles são deliciosos!


Peixes

colesterol

Se jogue no salmão! Eles são excelente fonte de ácido graxo ômega 3, um tipo de gordura boa, do tipo insaturada, encontrada nos peixes de água fria, como salmãozinho, atum e truta. A gordura insaturada ajuda na redução dos níveis de triglicerídeos e colesterol total do sangue; reduz o risco de formação de coágulos, além de tornar o sangue mais fluido; sendo, portanto, importante aliada na prevenção das doenças cardiovasculares. Me convite pro sushi, combinado?


 Aveia

Já pode começar o dia baixando o colesterol consumindo esse alimento de diferentes formas, a dica da blogueira aqui é colocar uma bananinha no microondas, por um minuto, com canela em cima e depois jogar duas colheres de aveia. Fica delicioso e é muito nutritivo!

E não é só ter  fibras insolúveis, a aveia contém uma fibra solúvel chamada betaglucana, que exerce efeitos benéficos ao nosso organismo. Ela retarda o esvaziamento gástrico, promovendo maior saciedade, melhora a circulação, controla a glicemia (açúcar no sangue) e inibe a absorção de gordura (colesterol). A aveia diminui as concentrações de colesterol total, lipídios totais e triglicerídios de forma significativa e aumenta a fração do bom colesterol (HDL).


Canela

colesterol

A canela vem sendo utilizada em diversas culturas para tratar diversos problemas de saúde. Na China, ela é utilizada para tratar resfriados, problemas digestivos, náusea, diarreia e períodos de dor. Os egípcios a utilizavam para embalsamar corpos e como um conservante de alimentos. Os romanos utilizavam como um agente medicinal e para purificar o ar da casa. Atualmente a canela ainda possui diversos usos medicinais — de tratamento de diabetes e até para câncer. De acordo com Reader’s Digest., um estudo do Paquistão descobriu que 1/2 colher de chá diária de canela pode reduzir o colesterol ruim em pessoas com diabetes de tipo 2 em cerca de 30%, reduzindo o colesterol total em 26%.

Utilize canela em pó para adicionar sabor aos cozidos. Polvilhe canela em brindes, sobremesas, frutas ou bebidas como café ou chocolate quente.


 

Cúrcuma

O tumérico ou açafrão-da-terra, mais conhecido como cúrcuma, é proveniente da planta Curcuma longa e sua carne é de cor laranja brilhante. Ela é normalmente utilizada para temperar alimentos na Ásia e Índia tais como curries e ensopados, ou como tempero para carne e peixe. Entretanto, ela não é apenas uma especiaria de culinária; a cúrcuma traz muitos benefícios para a saúde devido às suas propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas. De acordo com Medline Plus, estudos iniciais relevaram que o tumérico pode reduzir o colesterol ruim e o colesterol total do corpo. Seu agente ativo, a curcumina, age como uma molécula mensageira que direciona os genes no fígado para aumentar a produção de proteínas mensageiras para que o corpo se livre do colesterol ruim.

 

Apesar da cúrcuma normalmente ser encontrada no curry em pó, essa quantidade não é significativa. É melhor obter a forma pura do tumérico para aproveitar os maiores níveis da curcumina. Utilize essa especiaria para temperar curries, sopas de lentilha, alimentos fritos e como um tempero para a carne e o peixe.


 

 Nozes e castanhas

Apesar de estar cada dia mais caro comer castanhas saiba que elas e as nozes apresentam grande quantidade de antioxidantes, responsáveis por combater o envelhecimento celular e prevenir doenças coronárias, além de diversos tipos de câncer. A arginina, também presente em quantidades interessantes nas oleaginosas, atua como importante vasodilatador, contribuindo para a redução do risco de desenvolvimento de doenças do coração.

Dá pra economizar comprando nos mercados públicos à granel. No supermercado os preços são proibitivos.


Azeite

colesterol

Mas não faça como a senhora minha mãe que deixa a comida boiando no azeite, tá?. Ele é maravilhoso mas pegue leve. O azeite é fonte de ácido oléico, que regula as taxas de colesterol e protege contra doenças cardíacas. Faz bem ao aparelho cardiocirculatório e para controlar o diabetes do Tipo 2, reduzindo a taxa glicêmica. É também uma grande fonte de antioxidantes, como a vitamina E.


Laranja

Viu? Essas ainda são baratinhas e dá pra colocar na dieta facilmente. Ela não é boa só para gripes e resfriados.

 

Um estudo realizado pela Universidade de Viçosa, em Minas Gerais, e publicado na revista American Heart Association, concluiu que os flavonoides, substâncias antioxidantes presentes na fruta, diminuem os níveis de LDL (colesterol ruim) no organismo, pois limitam a absorção do colesterol no intestino.


Tome vinho

 

A ingestão MODERADA da bebida (uma a duas doses por dia) promove elevação de aproximadamente 12% nos níveis de HDL, colesterol bom, semelhante à encontrada com a prática de exercícios. A maioria dos efeitos protetores do vinho tinto são atribuídos aos flavonoides, que possuem propriedades antioxidantes, vasodilatadoras e anticoagulante plaquetária. Quem disse que não dá pra ser feliz de dieta?


 Açaí

 

Amo açaí! Mil corações pro açaí que além de maravilhoso pode ser consumido para diminuir o colesterol. Aliás minhas comidas favoritas diminuem o colesterol, tenho ou não tenho sorte? Apesar do alto teor de gordura do açaí, trata-se em grande parte de gorduras monoinsaturadas (60%) e poli-insaturadas (13%). Estas gorduras são benéficas e auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL) e melhoram o HDL, contribuindo na prevenção de doenças cardiovasculares, como o infarto. Cada 100g do fruto tem 262 calorias.

O açaí tem gorduras que fazem bem para a saúde e por isso deve ser incluído no cardápio, porém, o ideal é consumi-lo sem adição de complementos muito calóricos, isso ajuda a manter a dieta. Nada de colocar xarope de guaraná, leite em pó, sucrilhos, nada disso, coma purinho que é maravilhoso!

Eu adorei essa lista, viu? Qual o preferido de vocês? Veja outra super dica de alimentos que contém ferro e os benefícios para sua saúde!!

 

Recomendados para você: