Se você nunca ouviu falar da Apitoxina fique sabendo que os estudos com essa substância são antigos e comprovados. De repente você até já usou produtos de beleza que contém a apitoxina sem saber. Hoje nesse post vamos descobrir de onde vem e pra que serve essa substância que é utilizada tanto em tratamentos para a saúde como para a estética e vem do veneno das abelhas.

Apitoxina

Ainda no  século XIX um médico austríaco chamado Philip Terc teve a infelicidade de ser atacado por um enxame de abelhas. Não sei se isso já aconteceu com você mas deve ser algo muito dolorido. Se a gente fica fazendo fiasco quando uma abelhinha pousa na nossa latinha de refrigerante, imagine o quanto o doutor Philip deve ter gritado nesse dia. Passando o ataque ele, que sentia dores nas articulações há tempos, percebeu que elas tinha sumido e mais do que isso, a articulação que estava comprometida e com movimentos reduzidos ganhou amplitude e o quadro melhorou significativamente.

apitoxina (9)

Cientista que tem a ciência na veia e sente quando está diante de algo grande e ele começou suas pesquisas com o veneno das abelhas a partir desse momento. O fato de ter parado de sentir as dores que o incomodavam anteriormente o fez pesquisar por dez anos os efeitos do veneno de abelhas. Foram feitas muitas experiências e mesmo obtendo sucesso nos tratamentos a comunidade médica daquela época ( os estudos foram feitos entre 1878 e 1889 ) reagiu mal e ele foi ridicularizado pelos seus estudos. O bullying foi tão grande que ele teve que sair de Viena porque ficou com medo de que o internassem.  Veja como não é fácil ser um gênio!

Depois disso ele comprovou cientificamente os benefícios da apitoxina, publicou um livro em 1910 sobre o assunto e o tratamento foi amplamente divulgado e os médicos acabaram por aceitar visto que não tinham outra opção diante das evidências. Assim a apitoxina foi descoberta, testada e aprovada.


Para que serve a Apitoxina?

Ela  é realmente o veneno produzido pelas fêmeas da maioria das espécies de abelhas que utiliza o seu ferrão  como meio de defesa contra predadores e outras abelhas intrusas. Não só as operárias possuem veneno, as rainhas também, porém se usássemos o veneno da abelha rainha ela morreria e comprometeria a vida da colméia então apenas o veneno das operárias é utilizado para as terapias com o veneno.
Não sei se todos sabem disso mas a abelha só pica se for diretamente atacada, visto que sua picada lhe custa a própria vida. Não é folclore, ela realmente morre e isso ocorre porque além do ferrão, que fica preso na vítima, ela também perde parte do seu intestino, provocando-lhe a morte em poucas horas.

apitoxina (4)


Como é aplicado o veneno da abelha nas terapias?

O uso da apitoxina na apiterapia, como é chamada a terapia que o utiliza, consiste na aplicação local de doses de veneno de abelhas vivas em pessoas para fins terapêuticos, devido às suas propriedades analgésica, anti-inflamatória e imunossupressora. E a forma mais eficiente dessa aplicação é a utilização direta da abelha sobre a pele usando pinças especiais para essa finalidade.

?????????????????????????????????????????????????????????


Apitoxina na estética

A indústria da beleza já descobriu a  Apitoxina e seus benefícios e ela vem sendo muito utilizada na indústria dos cosméticos, especialmente em cremes anti-idade, como pomada e cremes da substância. Seus componentes como a melitina, promovem efeitos benéficos na pele estimulando a circulação sanguínea e aumentando a síntese do colágeno. Não precisa ter uma abelha picando seu rosto para melhorar as rugas, fique tranquila!apitoxina (11)


Mas o que afinal tem nesse veneno?

A verdade é que o veneno é uma substância poderosa, complexa mas muito sensível. Não dá pra encher um pote com ela e sair sacudindo por aí. Ela é bastante frágil quando exposta à luz e ao oxigênio do ar. Uma vez extraída da glândula das abelhas a apitoxina permanece ativa por um curto espaço de tempo. A atividade dessa substância biológica se compromete com a temperatura ambiente e se desidrata  e degrada em poucas horas.

A apitoxina é  um líquido transparente e de reação ácida. Contêm 88% de água, proteínas, peptídeos, aminas, aminoácidos e compostos orgânicos voláteis. Os princípios ativos terapêuticos são as proteínas e os peptídeos. A quantidade total de veneno que contém uma glândula está entre 0.2 e 0.3 mg, que corresponde de 100 a 200 microgramos de veneno puro. Bem pouquinho, não é? Ah, e não adianta beber para ter os efeitos, a aplicação deve ser local mesmo.

?????????????????????????????????????????????????????????

Quais são as propriedades da apitoxina ?

Já vimos que é difícil extrair o veneno da abelha, que ele é bastante sensível e que utilizá-lo para a saúde e estética dá um trabalho danado. Será que vale a pena tudo isso? Quais são os usos da apitoxina nos dias de hoje? Ainda é uma boa opção esse tipo de tratamento?

Eles são muitos e vou colocar um a um aqui com as explicações. Talvez você tenha chegado a esse post pela curiosidade do tema ou talvez porque quis aprender um pouco mais sobre um assunto diferente, mas quem luta contra alguma doença está sempre procurando ( e isso é realmente maravilhoso ) novos tratamentos e formas de aliviar os sintomas. Quem sabe você não chegou a esse post para descobrir a apitoxina e seu uso para algum dos itens dessa lista abaixo?  Talvez para indicar para algum amigo ou familiar que possa se beneficiar que ainda não conhece. Fiquei bem feliz de ter descoberto a apitoxina e suas utilizações para a saúde e realmente acredito na cura pela natureza.

?????????????????????????????????????????????????????????


Lista dos usos da apitoxina

  • Anti-inflamatória, porque estimula o eixo hipotálamo, a hipófise e as glândulas suprarrenais e induz a produção de corticóides endógenos. Entenda esses benefícios listados aqui como um excelente preventivo da maior parte de doenças que conhecemos.
  • Analgésica, porque libera endorfinas que são analgésicos endógenos.
  • Antidepressiva, porque estimula a produção de serotonina, dopamina e noradrenalina: neurotransmissores responsáveis por nossa sensação de bem-estar.
  • Imunomoduladora, porque estimula a formação de células multicelulares, monócitos, macrófagos e linfócitos A e T.
  • Hipotensora, porque dilata os vasos sanguíneos.
  • Antitumoral, porque, ainda que não seja o tratamento preferencial, possui um efeito destruidor das membranas celulares tumorais.

apitoxina (6)


Porque é importante aprendermos sobre a Apitoxina?

Vários usos descobertos a partir daquele dia do ataque de abelhas ao doutor Philip. A partir de agora você pode procurar por cosméticos que usem essa substância. Pode perguntar a sua dermatologista sobre o uso da apitoxina para estética e beleza e experimentar essa substância mais de perto. Pode investigar os medicamentos que usam a apitoxina e conversar com seu médico e perguntar sobre essa opção.

Divulgue essas informações entre seus familiares e amigos que gostam do assunto. Quanto mais trocarmos ideias sobre formas de tratamento mais surgirá interesse e curiosidade em aumentar pesquisar e quanto mais pesquisado mais seguro e eficiente se torna o uso. As abelhas são realmente interessantes. Tão pequenas e tão produtivas.

Recomendados para você: