alergia-a-perfume

A alergia à perfume é um problema que afeta muitas pessoas e até mesmo pode impedir o uso das fragrâncias favoritas. Ela se manifesta quando a pele apresenta diferentes reações alérgicas ao entrar em contato com o produto. Também há casos em que o sistema respiratório é afetado.

Ser alérgico à perfume é uma situação bem complicada, afinal, a pessoa não pode se render as deliciosas fragrâncias que existem nas perfumarias. Também acaba sendo preciso policiar o contato com os outros indivíduos, principalmente aqueles que perfumam a pele com perfumes muito intensos.

Muitas mulheres sofrem com alergia à perfumes. (Foto: Divulgação)
Muitas mulheres sofrem com alergia à perfumes. (Foto: Divulgação)

Alergia à perfume

A alergia à perfume se manifesta no organismo do alérgico de diferentes formas. É bastante comum surgirem alterações na pele, como vermelhidão, irritação e coceira. Também há casos em que o nariz fica entupido, a garganta coça e os olhos lacrimejam, sem falar das crises de tosse que podem ser desencadeadas com apenas um pouco de perfume pulverizado no ar.

O que fazer com a alergia à perfume?

Embora seja uma situação bastante incômoda, a alergia à perfume não é fatal e pode ser identificada através de um exame realizado por um médico alergologista. De qualquer forma, esses pacientes devem evitar o contato com todos os tipos de produtos que podem desencadear manifestações alérgicas, incluindo perfume, água de colônia, desodorante, cremes hidratantes e sabonetes perfumados.

Algumas pessoas reagem às fragrâncias fortes espirrando. (Foto: Divulgação)
Algumas pessoas reagem às fragrâncias fortes espirrando. (Foto: Divulgação)

Faça um teste alérgico

As alergias são provocadas por causa das fragrâncias, fixadores e conservantes presentes nas fórmulas dos perfumes. Por isso, antes de iniciar o uso de qualquer produto, é importante fazer um teste alérgico e analisar a reação do organismo.

Evite os produtos que fazem mal

As pessoas que sofrem com alergia à perfume precisam tomar cuidado com outros produtos perfumados, que não pertencem necessariamente a categoria de cosméticos. Os desodorisadores de ambientes, os perfumes de carro, os tecidos cheirosos e alguns produtos de limpeza também representam um risco ao bem-estar do alérgico.

Borrife à distância

Há algumas formas de evitar as reações alérgicas causadas pelo uso de perfume, como borrifar o produto à distância e não aplicá-lo diretamente na pele. Se os sintomas são cutâneos, então é interessante passar o perfume na roupa ou escolher apenas alguns lugares estratégicos para a aplicação.

Aplique creme de cortisona na pele. (Foto: Divulgação)
Aplique creme de cortisona na pele. (Foto: Divulgação)

Use creme de cortisona

Se a pele permanecer irritada após o contato com o perfume, é recomendado aplicar um creme de cortisona na região afetada, por alguns dias. Essa substância á responsável por tratar as reações alérgicas, mas o ideal é que o produto seja receitado por um médico.

Prefira os hipoalergênicos

Se você não abre mão de ficar cheirosa, então procure os perfumes hipoalergênicos em lojas especializadas.

Assista um vídeo do apresentador Ratinho abrindo o jogo e falando sobre sua alergia à perfume. Veja o vídeo abaixo:

Leia outras informações complementares sobre este assunto clicando aqui.