gravidez-e-acido-folico

O ácido fólico e gravidez tem mais à ver do que você pode imaginar, se você chegou até aqui para saber do que se trata o ácido fólico, saiba que é um velho conhecido entre as gestantes. Quando ingerido através de cápsulas ou alimentos, ele tornar a gravidez mais saudável e também previne uma série de problemas de má-formação no feto.

O ácido fólico nada mais é do que uma vitamina, também conhecida como B9, que oferece uma série de benefícios à saúde. O seu consumo deve acontecer com mais frequência durante a gravidez, já que protege o bebê de uma série de defeitos de nascença.

O Ácido Fólico garante uma gestação mais saudável. (Foto: Divulgação)
O Ácido Fólico garante uma gestação mais saudável. (Foto: Divulgação)

Ácido fólico na gravidez

Ingerir cápsulas de ácido fólico é uma forma de ter uma gravidez mais saudável e melhorar o desenvolvimento do feto. Logo na primeira consulta do pré-natal a futura mamãe é orientada a administrar o suplemento. Ela também pode consumir a vitamina através de uma dieta balanceada.

A espinha bífida é um tipo de má formação fetal. (Foto: Divulgação)
A espinha bífida é um tipo de má formação fetal. (Foto: Divulgação)

Algumas pesquisas comprovam o quanto o consumo de ácido fólico é importante para a gestação. De acordo com o nutrólogo Roberto Navarro, o nutriente consegue reduzir em 75% as chances de desenvolver má formação fetal. Segundo Eduardo Borges Fonseca, professor da Universidade Federal da Paraíba, a cada três milhões de recém-nascidos, pelo menos 3 mil apresentam algum tipo de defeito no tubo neural. Esses números mostram o quanto é importante tomar ácido fólico antes e durante a gestação.

acido-folico
A suplementação previne anencefalia. (Foto: Divulgação)

Benefícios do ácido fólico

O ácido fólico na gravidez serve para:

  • Previne uma série de problemas de má formação, como espinha bífida, lábio leporino e anencefalia.
  • A vitamina também é uma ótima aliada para evitar que o feto sobra com problemas cardíacos.
  • Previne anemia na gestante.
  • Ajuda a controlar a hipertensão.
  • Evita parto prematuro.
  • Evita hérnias na medula espinhal
  • Reduz o risco de pré eclampsia.
  • Contribui com a formação da placenta e com o desenvolvimento do DNA.
O suplemento impede que o bebê venha ao mundo com problemas
O suplemento impede que o bebê venha ao mundo com problemas. (Foto: Divulgação)

Como funciona o ácido fólico?

O ácido fólico funciona como um suplemento vitamínico para as gestantes, desempenhando papel essencial na formação do sistema nervoso do feto. O composto contribui com a produção dos glóbulos vermelhos, além do que estimula a formação celular da pele e do tecido do osso.

Como ingerir ácido fólico na gravidez?

É muito importante se preocupar com a dosagem. (Foto: Divulgação)
É muito importante se preocupar com a dosagem. (Foto: Divulgação)

Ácido Fólico antes de engravidar

Se o seu bebê está sendo planejado, então nada melhor do que tomar ácido fólico antes mesmo da confirmação da gravidez. Esse cuidado permite preparar o corpo para uma gestação saudável. Inicie o consumo dessa substância três meses antes de querer engravidar.

Os especialistas recomendam que, toda mulher, deve tomar ácido fólico antes de engravidar. Vale a pena administrar o suplemento em cápsula durante todo o período de idade fértil, pois não há contraindicações.

Ácido fólico durante a gravidez

A gravidez pode acontecer sem ser planejada, dificultando o consumo antecipado de ácido fólico. Contudo, não há problemas com relação a isso. Assim que a mulher descobrir que está grávida, ela deve iniciar a suplementação com ácido fólico.

Em algumas situações, a dosagem precisa ser maior. (Foto: Divulgação)
Em algumas situações, a dosagem precisa ser maior. (Foto: Divulgação)

A dosagem ideal de ácido fólico durante a gravidez é de 600 mcg por dia. No Brasil, os médicos costumam receitar comprimidos com 1 mg. Em alguns casos, a dose diária do nutriente precisa ser maior. As mulheres que tomam remédio para epilepsia, que são obesas ou já tiveram um bebê com má formação devem ingerir comprimidos de 5 mg.

A suplementação com ácido fólico no início da gravidez é considerada essencial, pois logo no princípio acontece a formação do tubo neural. Por isso, a futura mamãe deve ingerir os comprimidos até pelo menos a 12ª semana de gestação.

Suplemento de ácido fólico

Muitas mulheres, assim que descobrem uma gravidez, optam por fazer a suplementação com ácido fólico. Isso porque a alimentação não consegue fornecer a dosagem que o organismo precisa.

O ideal é iniciar a suplementação antes da gravidez começar. (Foto: Divulgação)
O ideal é iniciar a suplementação antes da gravidez começar. (Foto: Divulgação)

As cápsulas de ácido fólico podem ser encontradas à venda em farmácias de todo o país. Quem não tem condições de comprar o suplemento pode recorrer ao Sistema Único de Saúde (SUS) e obtê-lo gratuitamente. Na Ultrafarma, um suplemento Sidney Oliveira com ácido fólico, vitamina B12 e ferro custa R$ 9,99. O frasco vem com 60 comprimidos. Na loja virtual Natue também é possível encontrar o composto vitamínico, da marca Nutraway, por R$22,90.

Alimentos com ácido fólico

Algumas mulheres optam por não tomar suplementos de ácido fólico e apostam apenas em um cardápio alimentar balanceado. Confira a seguir os alimentos que são ricos nesse composto vitamínico:

Uma refeição com muito ácido fólico. (Foto: Divulgação)
Uma refeição com muito ácido fólico. (Foto: Divulgação)

Algumas mulheres optam por não tomar suplementos de ácido fólico e apostam apenas em um cardápio alimentar balanceado. Confira a seguir os alimentos que são ricos nesse composto vitamínico:

Shimeji e shitake

Shimeji e shitake são cogumelos que sempre aparecem na culinária oriental e que também não podem faltar no prato da gestante. Uma xícara de shimeji, por exemplo, tem 794 microgramas de ácido fólico.

Brócolis

O brócolis se destaca como uma poderosa fonte de ácido fólico. Apenas duas flores desse vegetal possuem 568 microgramas do composto.

O tomate tem ácido fólico. (Foto: Divulgação)
O tomate tem ácido fólico. (Foto: Divulgação)

Tomate

O tomate também desempenha papel importante na dieta da gestante. Uma unidade do fruto tem 249 microgramas de ácido fólico.

Espinafre

As mulheres grávidas não podem deixar de incluir espinafre no almoço ou no jantar. Duas xícaras cheias fornecem 239 microgramas de ácido fólico ao organismo.

O ácido fólico é um composto muito frágil, por isso ele pode desaparecer se o alimento não for manipulado corretamente. Para preservar a vitamina, é recomendado consumir tudo cru. No caso do brócolis, existe a possibilidade de preparar no vapor. Você ainda tem dúvidas sobre o ácido fólico? Então assista ao vídeo abaixo:

Comece a tomar o ácido fólico o quanto antes e garanta uma gestação saudável! 😉