me-arrependi-de-ter-traido

Traição é coisa séria, pode acontecer depois de uma briga, em momentos impulsivos e trazer grandes arrependimentos mais tarde. A dúvida maior é contar ou não.

Afinal, será que o meu namorado(a) ou marido/esposa irá entender e me perdoar? Ou talvez eu guarde segredo, pois acredito realmente que não foi nada demais? O que fazer?

A primeira questão a ser considerada é o real motivo pelo qual a traição aconteceu.

Em muitos casos, o relacionamento necessita de uma discussão para os parceiros compreenderem o que está acontecendo com cada um, e como ambos podem resolver o problema juntos. Normalmente, trair é apenas uma consequência vinda de uma bola de neve que já se estabeleceu em uma relação cheia de mentiras, incompreensão ou indiferença, por exemplo.

Contar ou não?

No caso, o homem ou mulher acreditam que se envolver com uma outra pessoa é a forma mais fácil e rápida de resolver suas tensões e problemas amorosos. Uma espécie de fuga ou de válvula de escape. Por mais que a culpa esteja presente, o sentimento de fazer algo proibido, de ser descoberto, de vingança ou a tentação podem ser maiores.

No entanto, é essencial levar em consideração os sentimentos de seu parceiro. Além disso, uma opção muito mais viável é a possibilidade de ambos darem um tempo ou terminarem a relação de vez – caso mais traições aconteçam e os dois vivam constantemente sendo enganados e magoados um pelo outro.

trai-meu-namorado-o-que-fazer

No caso do arrependimento bater e se o parceiro desejar contar o que aconteceu, a conversa deve ser pacífica e em lugar calmo. Provavelmente, valores como confiança, respeito e carinho serão colocados em questão. Mas cabe a quem traiu afirmar que tudo não passou de um momento pouco ou nada refletido, e que a ação não irá se repetir novamente (se esse for o desejo real da pessoa). Porém, se o parceiro quem traiu decidir colocar um ponto final no namoro ou casamento, a conversa é ainda mais delicada e pode ser feita em etapas. Isso porque a outra pessoa terá que reagir e lidar com os fatos aos poucos, para saber o que fazer em seguida.

Estou me sentindo culpada. E agora?

Por mais que a atitude de trair seja errada, a pessoa não pode se sentir culpada eternamente pelo que aconteceu. Todos cometemos erros e cabe a cada um de nós acertá-los, mudando de comportamentos para que eles não se repitam. No entanto, trair durante anos e anos  é uma situação que só irá destruir a relação e machucar a quem você ama.

me-arrependi-de-ter-traido

Você gostaria que fizessem o mesmo com você? A coragem ao dizer a verdade ainda é a melhor forma de cultivar um relacionamento saudável e maduro (por mais que ele continue ou não). Se isso não for possível, o melhor mesmo é permanecer solteiro ou propor um relacionamento aberto, com outros parceiros.

O que vocês pensam sobre o tema, meninas? Algo parecido já aconteceu com vocês?