sibutramina-emagrece

Você sabe o que é a Sibutramina, como ela age no organismo e quais são os seus efeitos colaterais? Este é o nosso assunto de hoje. Confira todas as informações sobre este medicamento para emagrecer.

Em tempos nos quais os quilos a mais viraram inimigos da saúde e da autoestima, nunca houve tanta gente disposta a perder peso. E quando a alimentação equilibrada e os exercícios físicos não oferecem resultados esperados ou não parece ser a melhor solução, é a hora que normalmente pensamos em alternativas mais radicais e cogitamos os medicamentos. É nesse contexto que muitas vezes ouvimos falar na sibutramina, que durante muito tempo foi assunto dos notíciários e alvo de diversas polêmicas. Mas será que ela é eficaz? Sibutramina emagrece mesmo? E por que há tanto burburinho em torno dela? Se está pensando em apelar para os remédios na luta pelo corpo perfeito, é importante saber tudo isso. Confira agora algumas informações importantes que você precisa saber sobre o assunto, antes de qualquer decisão.

O que é sibutramina?

A sibutramina é uma substância usada para tratamento da obesidade que age no sistema nervoso central sobre os neurotransmissores serotonina e noradrenalina. Usado inicialmente como antidepressivo, a substância proporciona o controle da fome e aumento da sensação de saciedade: desse modo a pessoa come menos, por sentir menos apetite e ficar satisfeita mais rápido. Ou seja, um inibidor de apetite.

sibutramina

O medicamento é indicado para uso de pacientes com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 30 – pessoas consideradas obesas – ou acima de 25 com a presença de problemas de saúde associados ao peso, como é o caso da hipertensão, diabetes ou colesterol aumentado.

Por que a sibutramina desperta desconfiança?

Em 2011 vários medicamentos para tratamento da obesidade foram proibidos no país e retirados do mercado, fazendo com que a sibutramina fosse a única droga ainda disponível com atuação sobre o sistema nervoso do paciente. A polêmica ocorre porque em diversos países ele não é mais comercializado, ou fortemente restringido devido aos efeitos colaterais. Já o Brasil decidiu manter seu uso e o regulamentou com regras mais rígidas.

Efeitos Colaterais da Sibutramina

Por atuar no sistema nervoso central, a ingestão exige atenção e cuidados. Ela pode provocar aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca, insônia, dores de cabeça e prisão de ventre. Conheça a bula do medicamento para maiores detalhes.

Quem não pode usar a sibutramina?

Quem sofre de doenças do coração ou descontrole da pressão arterial não deve utilizar a substância para o tratamento, a menos que haja autorização médica. Também não é indicado para gestantes, mulheres que estão amamentando, pessoas com insuficiência renal ou hepática.

Precisa de Receita para comprar sibutramina?

Sim, a sibutramina é vendida somente com receita médica, portanto esse é o primeiro item a ser providenciado caso tenha interesse no remédio. Desde 2013 a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina que a receita do medicamento deverá ter validade de até 30 dias e que os profissionais de saúde deverão notificar qualquer efeito adverso relacionado ao uso do produto.

sibutramina2

A venda do medicamento não pode ser feita por telefone ou internet. Para adquirir a sibutramina tanto o médico quanto o paciente deverão assinar um termo de responsabilidade, que deve ser apresentado na farmácia ou drogaria juntamente com a receita, de coloração azul e numeração controlada.

O medicamento pode ser encontrado na maioria das farmácias. Veja agora um quadro com alguns dos preços:

CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 10MG CX 30 CAP (GENERICO) MEDLEYR$ 51,93
CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 15MG CX 30 CAP (GENERICO) MEDLEYR$ 59,74
CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 10MG CX 10 CAP (GENERICO) MEDLEYR$ 17,31
CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 15MG CX 30 CAP (GENERICO) SANDOZR$ 53,96
CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 10MG CX 30 CAP (GENERICO) BIOSINTETICA  R$ 39,41
CLORIDRATO DE SIBUTRAMINA 15MG CX 30 CAP (GENERICO) BIOSINTETICA  R$ 46,90

Lembre-se: Existem diversos sites que prometem soluções para adquirir o produto sem receita médica, porém não caia na tentação: o medicamento apresenta riscos e deve ser utilizado somente sob supervisão médica, assim como deve ser associado a alimentação equilibrada e a exercícios físicos. O G1 publicou uma matéria muito esclarecedora sobre a Sibutramina, sem dúvidas vale o clique!

Recomendados para você: