Quando você pensa que já viu de tudo em se tratando de cirurgias plásticas surge no mercado outro método ou técnica que você olha  e pensa “o que mais faltam inventar?”, algumas dessas novidades são até mais simples, já outras deixam todas nós de boca aberta, afinal, são coisas que achávamos impossível até anos atrás.

As cirurgias plásticas nos pés são dessas técnicas que nos deixam de boca aberta, claro, existem técnicas mais simples como uma pequena aplicação de botox, já outras, fazem parte do grupo “Isso é possível?”, como por exemplo, a raspagem dos ossos para deixar o pé menor e consequentemente mais delicado.

Além disso, diversas clinicas oferecem a lipoaspiração no tornozelo, que é destinada a quem tem muita gordura acumulada nesta região, além disso quem sofre com chulé e dor nos pés pode optar pela técnica da aplicação da toxina botulínica que evita que o pé produza suor em excesso.

Mas a plástica ou outras intervenções estéticas nos pés são bem polemicas e controversas, afinal, os pés tem milhares de terminações nervosas, que ligam o corpo todo, e uma alteração mal feita nessas terminações nervosas, pode acarretar problemas que podem ser levados por toda a vida.

No geral, a cirurgia plástica nos pés é indicada para quem realmente tem um problema na região, e deve ser indicada também por um profissional, isso evita a banalização desta cirurgia, porém, segundo pesquisas as cirurgias plásticas nos pés já movimentam cerca de 75 milhões de dólares no mercado americano, e a tendência é que em breve o Brasil passe a ser um forte mercado consumidor destas técnicas.

Recomendados para você: