Se existe uma coisa nada elegante é um blazer preto cheio de pontinhos brancos de caspa em alguém próximo a nós. As vezes ficamos hipnotizados pela caspa caída na roupa que nem conseguimos fixar à atenção no que a pessoa está nos dizendo.

Não sei se estou exagerando mas é impossível não reparar. Quem sofre desse mal sabe o quão desagradável é colocar uma roupa escura e passar o dia inteiro sacudindo para retirar as casquinhas que ficam nos ombros. Se você não aguenta mais passar por isso vamos descobrir juntos o que fazer para que essas sacudidelas fiquem no passado e que suas roupas escuras fiquem bem elegantes sempre.

Como surge a caspa?

O que faz a gente ter caspa são motivos que não tem nada a ver com a pele diretamente, sabia? As mudanças bruscas de temperatura, o clima seco fazem a pele se alterar e descamar porém o estresse e as alterações hormonais também são importantes  gatilhos para o problema. E outro fator que desencadeia  o processo e que tem que ser sempre levado em consideração, por mais que a gente queira negar, é a genética. Quem tem familiares que estão sempre com caspa vai ser mais susceptível ao problema e tem que fica sempre ligado.

Tratamentos para a caspa

Eu digo ” ficar ligado ” porque por mais que a caspa seja bem comum, todo mundo já deve ter tido algum dia ou tido contato com alguém próximo com caspa, o tratamento não é 100% garantido. Afinal, não adianta curar a caspa hoje, por exemplo, e continuar mantendo o quadro de estresse apresentado.

São vários fatores que desencadeiam e por isso a complexidade do problema mesmo ele sendo bem comum e sem graves consequências para quem tem. Como acabei de dizer as consequências não são graves o que acontece normalmente é apenas colocar um xampu qualquer anticaspa no carrinho do supermercado e achar que o problema está resolvido. As vezes um xampu inadequado, somado ao quadro já grave de descamação, pode gerar um efeito rebote e piorar o problema ainda mais. Acho que ninguém aqui quer que isso aconteça, não é mesmo?

Como combater a caspa

Mas nenhum xampu funciona? Claro que sim, apenas existem níveis da caspa como qualquer outra doença de pele e que isso é importante na hora de escolher um produto de tratamento. Esses xampus de supermercado as vezes têm pouca substância ativa como base zinco, cetoconazol, selênio, alcatrão, ácido salicílico, dentre outros e acaba sendo um produto ineficiente. Por outro lado, se a descamação for muito forte, pode ser necessário consultar um dermatologista para que ele receite medicamentos orais.

Caspa pelo corpo

Se a caspa ficasse só na cabeça, tudo bem, mas ela caminha pelo corpo. Já viu alguém com caspa no rosto? Na sobrancelha e cílios? Pois é!  Ela pode afetar também o rosto -maçãs do rosto – a barba, o nariz, a região atrás das orelhas, as costas, as dobras da pele e a região entre os seios. E para os homens essa notícia é ainda pior, a inflamação de longa duração do couro cabeludo, associada às caspas, pode agravar a calvície.

No ano passado eu estava com uma descamação no rosto que não curava com hidratantes poderosos que costumo usar. Fiquei bem preocupada porque o rosto descascando nunca é bom sinal. Pensei em desidratação e me afoguei de tanta água que coloquei pra dentro, sem sucesso. Coloquei a culpa em uma base que tinha comprado e nem usei mais.

Fui na dermatologista por outro motivo e na hora de examinar ela passou a mão no rosto, passou a mão no meu cabelo, deu aquela olhada clínica e na hora da receita ela colocou o xampu de cetoconazol também. Disse que era para eu usar como sabonete líquido no rosto e eu me apavorei, sou trichata com coisas de passar no rosto. Ela me explicou que era caspa que tinha saído da cabeça e ido para o rosto e todas as vezes que eu ficava preocupada, estressada ou nervosa ela atacava no rosto. Nem preciso dizer que fiquei grudada naquele vidro de xampu até passar a descamação. O tratamento foi rápido e não voltou mais.

Como prevenir a caspa

Segundo o site, superconfiável, ABCmed, algumas medidas podem ajudar bastante a prevenir a caspa e isso é excelente para quem tem tendência ou acabou de fazer um tratamento e não quer passar por outro tão cedo. As medidas são até simples, como lavar o cabelo diariamente com água morna (não quente) e secá-los bem, com o secador. Dessa forma não deixa o couro cabeludo úmido. Outra medida é não escarificar o couro cabeludo com a unha. Massageá-lo por cinco minutos apenas com a polpa dos dedos. Até a alimentação pode influenciar no retorno da caspa, se os cabelos são oleosos, deve seguir uma alimentação com pouca ingestão de gorduras e açúcar. Arremate o tratamento tomando sol pela manhã e no fim da tarde, já que o sol é um anti-inflamatório natural.

Mas a caspa não aparece de uma só forma. Existem dois tipos e talvez você já possa ter tido até os dois ao mesmo tempo. Existe a caspa seca (Pityriasis capitis) que é uma descamação fina, difusa, não aderida ao couro cabeludo e com poucos sinais inflamatórios. E também existe a caspa oleosa (Ptyriasis steatoides ) que é um quadro clínico extenso, com escamas gordurosas e amareladas bem aderidas aos fios e couro cabeludo. Além disso, a resposta inflamatória é intensa, às vezes causando adenomegalia local (aumento nos gânglios linfáticos). Dá pra termos uma ideia da diferença mas o profissional que sabe direitinho analisar o seu problema, você já sabe, é o dermatologista.

Como curar a caspa de forma natural

Como combater a caspa com: mel de abelhas

Como sempre buscamos formas mais naturais de lidar com os problemas por aqui. Muitas vezes a natureza disponibiliza tratamentos muito eficientes que não geram novos problemas de saúde ao curar o inicial. Para a caspa podemos usar o mel de abelhas que cientificamente já ficou comprovado ter um poder curativo sobre ela. Para esse tratamento use noventa por cento do mel puro e dez por cento de água morna. Aplique na cabeça em todo couro, faça massagens suaves e não use a unha para esfregar. Deixe atuar por no mínimo três horas, use um pano para cobrir e depois enxágue com água morna. faça isso diariamente durante um mês para se livrar do problema. Vai valer a pena.

Como combater a caspa com: dente de leão

Prepare uma infusão com uns ramos de dente de leão em um recipiente com água fervendo, deixe esfriar e tome. Essa bebida deve ser consumida três vezes por dia, até que se note a melhoria.

Como combater a caspa com: cavalinha

Para tratamentos naturais para a caspa no couro cabeludo existem outras substâncias que podem sem utilizadas e uma delas é a cavalinha. Minha avó usava bastante cavalinha e me acostumei com ela por perto em forma de chá. Para fazer a infusão dessa planta use a medida de  uma colher de sopa da planta seca por cada xícara de água. A infusão deve ser tomada uma vez por dia.

Como combater a caspa com: cipreste

Mais uma dica para quando surgem problemas de excesso de oleosidade no cabelo e dessa vez é com ramos de cipreste. Tudo que precisas fazer é  cozinhar um molho de ramos de cipreste em um litro de água. Quando estiver fria, faça massagem em todo o couro cabeludo depois de lavar o cabelo como de costume.

A escolha é sua, procure um dermatologista ou use os medicamentos naturais que coloquei aqui mas não esqueça de tratar o problema. Ele pode se agravar e tornar algo de difícil tratamento. Boa sorte!