O parto domiciliar planejado tem ganhado fama entre as gestantes, afinal, ele é muito mais tranquilo e saudável do que o tradicional parto normal no hospital ou a cesariana. Leia a matéria para entender melhor esse procedimento. A escolha do parto domiciliar tem ganhado força no Brasil, especialmente devido ao alto índice de práticas desrespeitosas e abusivas adotadas pelos médicos na hora do nascimento do bebê. Estima-se que uma em cada quatro mulheres sofre com algum tipo de violência obstétrica.

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 1

A violência obstétrica representa qualquer conduta condenável, que interfira no bem-estar da gestante ou do bebê. Os médicos que ofendem a paciente, rejeitam o direito a um acompanhante, cometem alguma imprudência ou deixam a mulher em uma posição constrangedora estão praticando violência obstétrica. A situação tem se agravado com o passar dos anos e feito o parto domiciliar ganhar força.


O que é parto domiciliar planejado?

O parto domiciliar planejado é recomendado para as mulheres que desejam dar à luz na própria casa, ou seja, no aconchego do lar e próxima aos familiares. Embora o procedimento aconteça em um ambiente doméstico, ele é acompanhado por uma equipe especializada, que preza o bem-estar de mãe e filho.

O parto domiciliar planejado, também conhecido pela sigla PDP, é indicado apenas para gestantes saudáveis, que realizaram o pré-natal de forma tranquila e sem intercorrência. Ele não é induzido, como acontece com a cesárea. Na verdade, a mulher precisa aguardar o trabalho de parto espontâneo, que acontece normalmente após 37 semanas de gestação.

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 4

O PDP é uma opção interessante para todas as mulheres, exceto aquelas que estão esperando gêmeos ou que possuem algum problema de saúde, como infecção, diabetes e hipertensão arterial. Se o bebê tem alguma anomalia ou se encontra numa posição incorreta para nascer, o atendimento em casa também é desaconselhável.


Veja mais:


Como funciona o parto domiciliar?

O planejamento do parto domiciliar começa logo nos primeiros meses de gravidez, assim que o pré-natal se inicia. A futura mamãe deve demonstrar o seu interesse pelo procedimento e pedir orientações ao obstetra para que tudo ocorra com total segurança e conforto.

A mulher que passa pelo parto domiciliar desfruta de uma experiência totalmente diferenciada. Ela pode viver esse momento de forma plena, sem sofrer com as limitações do ambiente hospitalar ou com grosserias da equipe médica.

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 6

Assim que o trabalho de parto se inicia, a mulher pode se sentir à vontade para caminhar, se alimentar, descansar e até mesmo escolher a posição para parir (deitada, de cócoras, sentada ou embaixo do chuveiro) . Todos os seus desejos são atendidos, desde que haja uma equipe treinada por perto.

Para que o PDP aconteça sem riscos, a mãe precisa estar em boas condições para parir. Os batimentos cardíacos fetais também devem ocorrer de forma natural, sem sinalizar problemas. Se alguma intercorrência for identificada, o parto deixa de ser domiciliar e passa a ser hospitalar.

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 8

Para que o parto domiciliar aconteça, não é preciso esterilizar a casa toda, mas sim os itens que entrarão em contato com as aberturas corporais. O risco de contaminação costuma ser maior no ambiente hospitalar, afinal, existem muitas bactérias e vírus.

O parto domiciliar planejado, assim como o humanizado e o normal, é vaginal. A mulher não precisa passar por cirurgia para dar à luz, desfruta de uma recuperação mais rápida e não corre tanto risco de desenvolver uma infecção. Após o nascimento do bebê, a equipe limpa o ambiente e elimina todos os vestígios de placenta e sangue.

O recém-nascido é examinado, vestido e logo em seguida já vai para os braços da mãe. Em alguns casos, o bebê vai para o colo materno instante depois de nascer, enquanto ainda estão ligados pelo cordão umbilical. Se tudo estiver bem, não é preciso ir ao hospital. Faz parte do atendimento a equipe médica realizar visitas pós-parto e estar de prontidão para atender na semana seguinte ao parto.


Diferença do parto domiciliar e parto humanizado

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer

Muitas pessoas confundem o parto domiciliar planejado com o parto humanizado, mas existem algumas diferenças entre essas duas terminologias. Em geral, o humanizado tem a mulher no controle do procedimento e não a equipe médica, só que o ambiente do parto pode ser um hospital privado ou uma suíte especializada do SUS. Já o parto domiciliar, como o próprio nome já diz, acontece em casa e se preocupa muito com o conforto da gestante.

Alguns médicos não recomendam o parto domiciliar. Eles acreditam que o problema não está no fato da gestante tomar as decisões, mas sim da falta de um ambiente hospitalar à disposição. Em casos de emergência, a mamãe e o bebê podem levar muito tempo para chegar ao hospital e até correm risco de vida.


Com quem fazer o parto domiciliar?

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 7

Assim que a mulher optar pelo parto domiciliar planejado, ela deve procurar profissionais especializados nesse tipo de serviço. Existem médicos obstetras e enfermeiros obstetras que possuem qualificação formal e treinamento para lidar com esse procedimento. É muito importante que a equipe médica do pré-natal seja a mesma encarregada do parto e do pós-parto.

Somente enfermeiros obstetras e médicos estão aptos para realizar o parto domiciliar. As doulas não são habilitadas para atender, mas podem fazer parte da equipe, a fim de oferecer assistência emocional e apoio.

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 5

Os profissionais especializados em parto domiciliar levam alguns itens básicos para o atendimento em casa, como agulhas, seringas, anestesia local, luvas, entre outros itens. O material de reanimação neonatal (cilindro de oxigênio e material de aspiração, por exemplo) e de emergência pós parto materna (soro, medicamentos anti-hemorrágicos, etc.) também são essenciais para amparar uma emergência.


Como fazer o parto domiciliar?

Parto domiciliar planejado Com quem fazer e como fazer 3

O plano de saúde não costuma cobrir os gastos do parto domiciliar planejado. O preço dessa modalidade de atendimento varia de R$2.000 a R$5.000, sem contar as visitas que serão realizadas durante o pós-parto. O valor depende muito da cidade e dos profissionais que fazem parte da equipe. O lado bom é que não haverá despesas com internação no hospital.

E aí? Você se interessou pelo parto domiciliar planejado? Ainda tem dúvidas se este tipo de parto é seguro? Então procure profissionais especializados nesse tipo de atendimento e inicie o pré-natal.

Recomendados para você: