O que é um corpo perfeito pra você? Quais as medidas  do corpo ideal? Quando for ler esse post pense sobre o seu próprio ideal de perfeição. Afinal nem sequer os artistas conseguem alcançar, já que, muitas vezes, são os tons de imperfeição que fazem das obras algo com uma beleza única e você é única. Em algumas ocasiões caímos no erro de aspirar estes objetivos que a própria sociedade nos impõe. Se você já tentou fazer isso alguma vez, se você se deixou levar por estes ideais, provavelmente descobriu o alto preço que se paga por isso: infelicidade, baixa autoestima e a sensação de que perdemos o controle de nossa própria vida.

A felicidade é, basicamente, equilíbrio. É encontrar este corpo perfeito no qual nos sentimos bem com nós mesmos, sem a necessidade de ser outra coisa, sem a obrigação de conseguir aquilo que os outros nos impõem e que não se adéqua a nós. Combinado?

Como ter um corpo perfeito

Vamos ver alguns conceitos de corpo perfeito e você pode se identificar ou não com eles. Não se sinta pressionado a estar dentro ou fora deles. Você sabe quais são as medidas do corpo perfeito? Quantos centímetros deve ter de braço, antebraço, tórax, pernas, panturrilha etc. para ter um corpo com visual harmonioso, sem ser desproporcional? Saber tais medidas do corpo perfeito, mais do que se encaixar em qualquer padrão de beleza, é importante para evitar problemas estéticos e de saúde.

Medidas para um corpo perfeito

Não é de hoje que existem estudos a respeito da proporção perfeita do corpo humano. Muitos cientistas, estudiosos da anatomia humana e artistas na antiguidade, como Leonardo da Vinci e seu famoso homem vitruviano, propuseram relações harmoniosas entre as partes que compõem nosso corpo, além daquelas que regem também em nosso Universo.

Embora saibamos que o conceito de perfeição possa ser subjetivo, existem regras, leis e proporções na natureza que são predominantes e se repetem seguindo alguns padrões em diferentes ocasiões. A famosa “razão áurea” talvez seja a mais famosa delas e esta pode ser aplicada em muitos estudos de medidas, formas e proporções. Todas estas relações apresentam de alguma forma a sensação de harmonia entre a obra composta, seja ela qual for.

Resultado do corpo masculino desproporcional

Um dos pontos muito comuns de se ver em academias de ginástica, por exemplo, são homens com o corpo estilo pirâmide invertida. Possuem um tórax largo e musculoso junto com pernas finas. O resultado visualmente é ruim.

A saúde também pode ser afetada em casos extremos de desproporção. O caso mais comum é o de superdesenvolvimento dos músculos do peitoral contra um pouco desenvolvimento dos músculos das costas. Quando isso acontece, sua postura pode ser prejudicada (costas arqueadas para frente), gerando problemas graves de coluna no futuro.

Fórmula para calcular o corpo perfeito MASCULINO

Existe uma fórmula utilizada para determinar as medidas perfeitas para o seu tipo de corpo. Essas proporções são válidas para quem quer ter um visual “sarado”, não vale para quem quer fazer hipertrofia para ficar muito grande, tipo fisiculturista. Os valores de referência são para corpos masculinos.

Tudo o que você tem a fazer é dividir o seu peso ideal, em quilos, pela sua altura, em centímetros. Por exemplo, se você tem 1,80m e quer ter 80 quilos de peso, deve dividir 80/180, o que dará um coeficiente de 0,44. Depois, é só usar a tabela abaixo para localizar na linha do seu coeficiente quais seriam as medidas do corpo perfeito para você.

Fórmula para calcular o corpo perfeito FEMININO

Como o corpo feminino é muito diferente do masculino não temos uma fórmula que vá aferir as medidas com tanta precisão. O que você pode é começar identificando o tipo de corpo que tem e qual seu ideal. Pense no corpo de uma modelo como a Gisele Bundchen, é atingível para você? Te traria felicidade? E o de uma Panicat como a Juju Salimeni que respira academia e tem bastante hipertrofia nos músculos? Tem a ver com você? Se você disse não a nenhuma dessas pode ser que se identifique mais com o corpo de uma brasileira normal como a Juliana Paes. Aqui abaixo temos um pouco sobre cada um desses corpos que são exemplos de corpos perfeitos e cada um dentro do seu estilo. Descubra qual o seu hoje mesmo?


Medidas do corpo perfeito de Gisele Bündchen

Para ter um corpo no estilo das modelos de passarela, além de boa genética, você vai precisar fazer muitos exercícios aeróbicos, ter uma alimentação bastante regrada e dar atenção na malhação em algumas partes do corpo para garantir algumas curvas. Medidas de referência da Gisele Bündchen:

  • Altura: 1,79m
  • Peso: 54kg
  • IMC: 16,85
  • Busto: 86cm
  • Cintura: 59cm
  • Quadril: 87cm

Nota: O IMC (Índice de Massa Corporal) é calculado dividindo o peso (em quilos) pela altura (em metros) ao quadrado.


Corpo perfeito estilo Panicat

Esse é o tipo de corpo das panicats, dançarinas de funk e mulheres-frutas. Geralmente são corpos grandes, fruto de muita academia. Para esse tipo de corpo, a alimentação tem que ser hipercalórica e hiperproteica e o treino na academia tem que ser puxado, com altas cargas. É um tipo de corpo que leva alguns anos para ser construído. Bom lembrar também que, por trabalharem com o corpo, quase todas possuem silicone nos seios e uma série de tratamentos como lipoaspiração, drenagem linfática e outros.

Medidas da Juliana Salimeni, a Juju Panicat:

  • Altura: 1,70m
  • Peso: 64kg
  • IMC: 22,15
  • Busto: 93cm
  • Cintura: 70cm
  • Quadril: 102cm
  • Braço: 31cm
  • Pernas (Coxas): 63cm

Corpo do tipo normal

Por fim, temos o corpo “normal”, ou seja, nem magérrimo como o das modelos, nem grande como o das panicats. É o tipo de corpo mais fácil de se conseguir: basta manter uma alimentação regrada e exercícios diários de força e de resistência. Um exemplo desse tipo de corpo é o da atriz Juliana Paes, que pelo que consta não tem silicone em nenhuma das partes:

  • Altura: 1,70m
  • Peso: 54kg
  • IMC: 18,69
  • Busto: 87cm
  • Cintura: 67cm
  • Quadril: 95cm

Como verificar as medidas em casa

Você simplesmente só vai precisar de um fita métrica simples. Anote os seguintes dados:

  1. Braço relaxado: Levante o braço na altura do ombro, com a palma da mão virada para cima e meça o perímetro no ponto médio do biceps, entre o cotovelo e o ombro.
  2. Braço contraído: No mesmo ponto, meça agora o bíceps contraído, fechando a mão e fazendo força.
  3. Tórax: Passe a fita ao redor do tórax, logo abaixo das axilas. Não respire fundo nem tire todo o ar do peito.
  4. Ombros: Com os braços ao longo do corpo, passe a fita ao redor do corpo, na altura dos ombros.
  5. Cintura: Passe a fita ao redor da cintura, um pouco acima do umbigo. Não respire fundo nem tire todo o ar. Seja honesto.
  6. Quadris: Passe a fita ao redor dos quadris, na altura do ponto mais distante da bunda.
  7. Coxas: Apoie o peso do corpo na perna que você não vai medir. Passe a fita ao redor da coxa, na parte mais grossa, um pouco abaixo da virilha.
  8. Panturrilhas: Passe a fita ao redor da panturrilha, na parte mais grossa.


Como acompanhar as mudanças do corpo

Tire fotos suas. Coloque o mínimo de roupas justas (como sunga, top, shorts de lycra) e escolha um local com boa luz, no qual você possa tirar as fotos semana após semana. É importante tirar as fotos do mesmo lugar, com a mesma luz, com a mesma câmera. Tire seis fotos a cada semana ou no período que você escolher:

  1. De frente, com os braços relaxados ao longo do corpo
  2. De frente, flexionando os bíceps
  3. De costas, com os braços relaxados ao longo do corpo
  4. De costas, flexionando os bíceps
  5. Perfil direito
  6. Perfil esquerdo

Salve as fotos no computador, deixando no próprio nome do arquivo a data em que você tirou a foto.

Você também pode se interessar por:


Dicas para atingir o corpo perfeito

Já falamos um pouco sobre tipos de treinamento e alimentação mas agora temos algumas dicas bem específicas que podem te ajudar nessa busca. Além delas, três profissionais são muito importantes nessa hora: O nutricionista, o professor de educação física e o médico.

Treinamento

Saiba dividir os treinos, muitas pessoas acabam trabalhando demais os mesmo grupos musculares por dias seguidos, fazem mais repetições do que o necessário, trabalha com cargas erradas e no final o resultado é fadiga muscular e lesões. Um treinamento feito com um profissional apresenta bons resultados em três meses.

Hidratação

Durante o treino mantenha sempre o organismo hidratado, uma pequena desidratação provoca a perda de força prejudicando o treino, beba água pelo menos a cada 15 – 20 min.

Vitaminas

Os treinos mais intensos (hipertrofia) provocam um grande estresse oxidativo, o consumo de frutas e legumes reduz esse efeito além de dá uma turbinada em seu desempenho, além claro de contar com um bom multivitamínico.

Consuma carboidratos

Após um bom treino nada melhor do que reabastecer o organismo com uma boa massa, os carboidratos atuam na liberação de insulina que ajudam na síntese das proteínas. Uma boa pedida são os carboidratos complexo como pão, macarrão, batata, mandioca e inhame.

Façam seis refeições diárias

Ficar várias horas sem se alimentar faz o seu organismo queimar massa magra, uma boa dieta para hipertrofia deve ter feições a cada 3 horas, o consumo de proteínas (preferência carnes magras, leite e derivados da clara de ovo) é de papel importante no ganho de massa já que são grandes responsáveis pela construção muscular. Veja algumas sugestões de jantar light para preparar em casa.

Relaxamento

A sua série deve ser divida por grupos musculares e deve se respeitar um descanso de 48 horas por grupo. Nada de querer trabalhar o corpo todo, todos os dias, pois isso faz seu organismo entrar em efeito catabólico onde somente há a queima e não o ganho de massa. O sono também é muito importante, durma em média 8 horas, uma boa noite de sono ativa o GH, hormônio responsável pelo crescimento.

Espero que tenham curtido de verdade as dicas desse post e aproveitem ao máximo sempre buscando a felicidade de si mesmos. Complemente sua leitura com 15 dicas para conquistar o corpo perfeito.

 

Recomendados para você: